As doações podem ser entregues na Papelaria Sopro Divino, na rua Montecaseros, e no instagram: @colorindosonhosdabia - Arquivo Pessoal
As doações podem ser entregues na Papelaria Sopro Divino, na rua Montecaseros, e no instagram: @colorindosonhosdabiaArquivo Pessoal
Por O Dia
Petrópolis - Os dias longe da família foram difíceis, mas também despertaram na jovem Beatriz, de apenas 9 anos, uma vontade imensa de fazer a diferença no dia a dia de crianças que precisam de tratamento hospitalar. A campanha “Colorindo Sonhos da Bia” nasceu em abril, no Hospital Alcides Carneiro, e já está fazendo diferença: 60 caixas de giz de cera e 30 caixas de lápis de cor novos foram doados para serem distribuídos às crianças que se encontram internadas no hospital.

Beatriz ficou internada duas vezes no último mês por conta de um problema no ouvido. Ficou 8 dias na primeira vez e 11 dias na segunda vez em que esteve no Hospital Alcides Carneiro e, para ocupar o tempo, levei para ela lápis de cor de folhas. Os desenhos foram surgindo e acabaram amenizando os dias em que ela ficou no hospital, longe da família. Ao sair do hospital ela teve a ideia de ajudar as demais crianças que estão internadas, na mesma situação em que ela ficou”, explicou a mãe de Beatriz, a jornalista Gabrielle Freitas.

O desejo de ajudar foi manifestado no momento da alta. “Ainda bem que eu pude desenhar, né? Pena que nem toda criança pode e foi por isso que resolvi ajudar”, explica Beatriz.

A primeira entrega das doações já ocorreu e a campanha continua. “Além de lápis usados, foram doados aproximadamente 60 caixas de giz de cera e 30 caixinhas de lápis de cor novos. Ela mesma fez uns caderninhos com desenhos que também foram entregues para as crianças. Contamos com a ajuda da residente Ana Teresa Macedo”, acrescentou Gabrielle.

As doações podem ser entregues na Papelaria Sopro Divino – Montecaseros e no instagram: @colorindosonhosdabia

Me sinto profundamente grata em saber que da maior dor que a minha filha sentiu, ela quis ajudar o próximo. O que me impulsiona a mostrá-la que ainda existem pessoas boas no mundo e que o amor sempre vence”, finaliza Gabrielle. Todos os produtos doados passam pelo processo de higienização e são entregues no Hospital que faz a entrega para as crianças.