Prefeitura de Petrópolis prioriza segurança na saúde e adia reabertura de comércio e serviços da linha amarela

Prevista para a próxima segunda-feira, flexibilização de outros setores da economia foi postergada devido à novas recomendações do Ministério da Saúde e Ministérios Públicos Estadual e Federal

Por O Dia

Previsão era que a segunda etapa do plano de flexibilização, a
Previsão era que a segunda etapa do plano de flexibilização, a "linha amarela", ocorresse na próxima segunda-feira -
Petrópolis - No início da tarde desta quarta-feira o prefeito de Petrópolis, Bernardo Rossi, usou suas redes sociais para anunciar o adiamento da reabertura do comércio e serviços da linha amarela para o dia 15 de junho. A previsão era que a segunda etapa do plano de flexibilização, a “linha amarela”, ocorresse na próxima segunda-feira. O prefeito explicou que vem trabalhando para salvar vidas e proteger a população e, diante das recomendações do Ministério da Saúde e do Ministérios Públicos Estadual e Federal, decidiu adiar a data prevista de reabertura da linha amarela.
"Reestruturamos toda nossa rede de saúde com a ampliação no número de leitos, além de diversas outras ações para que os índices do coronavírus em nosso município se mantivessem estáveis. Seguindo orientações do Ministério da Saúde e com a avaliação das nossas equipes de especialistas, decidimos seguir as recomendações dos Ministérios Públicos Estadual e Federal no que diz respeito ao espaçamento de 14 dias de intervalo para flexibilização entre as linhas", disse.
Bernardo ainda frisou a preocupação do governo municipal com a economia da cidade. "Nossa preocupação é também proteger a economia de nossa cidade, porque se a doença sair do controle, as consequências econômicas podem ser ainda mais desastrosas. Com planejamento e responsabilidade vamos avançar no combate ao coronavírus em Petrópolis", finaliza.
Fazem parte da linha amarela comércio ambulante, estúdios de pilates, massagem e fisioterapia, agências de publicidade, lojas de vestuário, acessórios, calçados e afins, comércio de móveis, eletro domésticos e eletrônicos, imobiliárias, lojas de equipamentos de informáticas, escritórios de contabilidade, advocacia e congêneres, joalherias e relojoarias, agências de turismo, salões de beleza e barbearias.

Comentários