Passageiros usam máscara para circular em ônibus durante a pandemia do coronavírus - Reprodução
Passageiros usam máscara para circular em ônibus durante a pandemia do coronavírusReprodução
Por O Dia
Petrópolis - Em mais uma rodada de encontros com empresários do setor de transporte público na última semana, o prefeito Bernardo Rossi cobrou ações para evitar aglomerações e falhas nas operações do sistema. A preocupação do prefeito é direcionada com a saúde e a segurança dos passageiros e profissionais (motoristas e cobradores). Com a flexibilização da linha branca, o governo municipal passou a receber vídeos e fotos de flagrantes de coletivos cheios.

Outro ponto pautado no encontro foi a necessidade da elaboração de uma nota técnica referendada por profissionais de saúde para orientar a ocupação dos espaços dentro dos coletivos e outros protocolos de segurança. O termo foi definido na última sexta-feira e contou com a presença dos empresários em conjunto com representantes da área da saúde e outras entidades do poder público.

Cobrei aos empresários soluções para os problemas que tem surgido no transporte público. Não vou aceitar mais que os coletivos rodem com nenhum tipo de aglomeração. Temos que pensar, antes de qualquer coisa, na saúde e segurança da população que utiliza os ônibus. Para isso convoquei mais uma reunião, das muitas que já tivemos, para que haja um entendimento e as resoluções possam atender a demanda dos usuários do sistema. Tivemos uma reunião produtiva e acredito que, no menor espaço de tempo possível, tudo estará solucionado”, atesta o prefeito Bernardo Rossi. Rossi ainda afirmou que “vai acompanhar pessoalmente e rotineiramente o funcionamento do sistema. Quero me certificar que todos os pontos apontados como deficitários pelos passageiros tenham sido solucionados”.

O prefeito também pediu a melhora da comunicação com a população, com a atualização diária da oferta de horário e linhas para cada bairro e região, por meio de aplicativo e redes sociais, “para não gerar dúvidas e facilitar a vida do petropolitano que precisa utilizar os ônibus”, destaca. Os empresários de ônibus disseram que monitoram diariamente o fluxo de passageiros com a finalidade de evitar as aglomerações e, quando existem problemas, tomam as medidas cabíveis para solucionar as demandas.