Leitos de UTI - Reprodução
Leitos de UTIReprodução
Por O Dia
Petrópolis - Zerar a fila de espera por atendimento a pacientes que não estão infectados pelo novo coronavírus na cidade. O desafio, imposto na última semana, foi encarado pela Secretaria de Saúde do município. Desde março, Petrópolis também se viu dentro do cenário mundial de aumento de internações trazido pela pandemia do novo coronavírus e, diante disso, realizou a ampliação do número de leitos exclusivos ao atendimento e internação de pacientes contaminados pela doença. Na última semana, a mesma ampliação ocorreu com os leitos chamados de "não-COVID" em algumas unidades de saúde do município.
Em nota, divulgada neste sábado, a prefeitura de Petrópolis informou que, "no momento, não há pacientes aguardando vagas em leitos de UTI NÃO-COVID na cidade. Visando atender à atual demanda do município, a prefeitura anuncia novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva, voltados a pacientes com enfermidades não relacionadas à COVID-19, em algumas unidades de saúde da cidade".
Publicidade
São, ao todo, mais 07 leitos de Unidade de Terapia Intensiva no Hospital Beneficência Portuguesa (SMH) e 05 leitos remanejados no Hospital Nossa Senhora de Aparecida, ambos no bairro Valparaíso. Além disso, segundo a prefeitura, 10 leitos em fase final de montagem serão entregues no Hospital Alcides Carneiro, em Corrêas, na próxima semana, e outros 09 serão licitados nos próximos dias.
De acordo com a secretária de saúde do município, Fabíola Heck, "vale lembrar que, ao longo dos anos, a cidade vem apresentando significativo crescimento em relação aos leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva".