Prefeito pediu prioridade de envio da vacina contra o novo coronavírus à cidade de Petrópolis - Reprodução
Prefeito pediu prioridade de envio da vacina contra o novo coronavírus à cidade de PetrópolisReprodução
Por O Dia
Petrópolis - O prefeito Bernardo Rossi enviou, nesta sexta-feira, um ofício ao Governo Federal pedindo especial atenção, por parte do Ministério da Saúde, no envio das doses da vacina contra o novo coronavírus à cidade de Petrópolis.
O documento apresenta dados que demonstram que o município foi apontado como um dos melhores do país para envelhecer. Segundo números da Coordenadoria Municipal do Programa Saúde do Idoso, Petrópolis conta, hoje, com mais de 52 mil idosos, dos quais 180 com idade superior aos 100 anos.
Publicidade
O ofício tomou como base, também, recentes relatórios da Organização Mundial da Saúde (OMS), e do próprio Ministério da Saúde, afirmando que idosos costumam ser mais vulneráveis às doenças infectocontagiosas, sendo caracterizados, portanto, como grupo de risco.
Bernardo já havia anunciado o início do planejamento para a vacinação no município e a ampliação das medidas de combate à COVID-19. As ações têm como objetivo manter a cidade segura e diminuir os recentes índices de internação provocados pela doença.
Publicidade
Mais cadeiras foram colocadas nos pontos de apoio do Centro e Itaipava. Além disso, ambos os pontos já contam com mais tendas para melhor acolher ao elevado número de pessoas que buscam auxílio. Além da ampliação da testagem em massa em pontos fixos e de casa em casa, exames de PCR (SWAB) poderão ser realizados em mais quatro unidades de saúde já na próxima semana: Itamarati, Pedro do Rio, Quitandinha e Retiro.

A prefeitura ampliou, ainda, as ações de conscientização da população através de carros de som em ruas e bairros da cidade. Ações de desinfecção de ruas e locais públicos também serão estendidas a todos os pontos de grande circulação de pessoas no município.
Nas garagens, ônibus estão sendo rigorosamente higienizados pelas equipes de saúde. Foram intensificadas, também, as ações de fiscalização da SSOP, Vigilância Sanitária e Procon contra as constantes aglomerações no Centro da cidade.