Secretaria de Saúde iniciou nesta segunda-feira (1) cadastramento para vacinação domiciliar - Divulgação
Secretaria de Saúde iniciou nesta segunda-feira (1) cadastramento para vacinação domiciliarDivulgação
Por O Dia
Petrópolis - A Secretaria de Saúde de Petrópolis iniciou nesta segunda-feira (1) cadastramento para vacinação domiciliar contra a COVID-19. O cadastro deve ser feito por idosos acima de 60 anos e pessoas maiores de 18 anos com comorbidades, que estão impossibilitados de se locomover e/ou acamados, e não são atendidos por Posto de Saúde da Família (PSF).
O cadastro pode ser feito pelo telefone do Serviço de Atendimento Domiciliar, o 2235-2684. A partir desta terça-feira (2), o cadastro poderá ser realizado também pelo site da prefeitura.
Publicidade
O cadastramento será realizado durante todo o mês de fevereiro para posterior agendamento da vacinação. “A vacinação domiciliar será realizada pelas equipes de enfermagem, exclusivamente para pacientes acamados, que não têm condições de locomoção e que não sejam cadastrados em um PSF”, alertou o secretário de Saúde, Aloisio Barbosa da Silva Filho, lembrando que as datas da vacinação serão anunciadas assim que o município receber novas remessas da vacina.
O secretário esclareceu que os demais idosos serão vacinados assim que novas doses sejam recebidas pelo município. "Os idosos acima de 60 anos que não estão acamados serão vacinados assim que uma nova remessa seja enviada. Esse público, no entanto, será vacinado nos postos de vacinação que estarão em funcionamento na cidade", adiantou.
Publicidade
Para fazer o cadastro, é preciso informar nome completo, data de nascimento, CPF ou cartão SUS, endereço e telefone. “Estamos nos antecipando à chegada de novas remessas da vacina. Com o cadastro pronto, o trabalho de vacinação será feito mais rapidamente e de maneira mais eficaz”, lembrou o prefeito interino, Hingo Hammes.
Além dos idosos acima de 60 anos acamados, podem fazer o cadastramento pacientes maiores de 18 anos acamados que tenham as seguintes comorbidades: diabetes mellitus, hipertensão arterial severa, hipertensão arterial leve ou moderada com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidades associadas, hipertensão de difícil controle, doença pulmonar obstrutiva crônica, pacientes oncológicos, insuficiência renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólidos ou de medula óssea, demais indivíduos imunossuprimidos, anemia falciforme, obesidade grau 3 (IMC maior ou igual a 40) e síndrome de Down.