Presidente dos EUA, Donald Trump - AFP
Presidente dos EUA, Donald TrumpAFP
Por AFP
Lindsey Graham, senador republicano com laços estreitos com o presidente Donald Trump, disse nesta quinta-feira que o democrata Joe Biden tem "boas chances" de vencer a disputa pela Casa Branca na eleição de 3 de novembro.

"Vocês têm boas chances de ganhar a Casa Branca", disse Graham, presidente do Comitê Judiciário do Senado, a colegas democratas na abertura de uma audiência de confirmação da indicada à Suprema Corte Amy Coney Barrett.

"Obrigada por reconhecer isso", respondeu a senadora democrata Amy Klobuchar, ao que Graham acrescentou: "Sim, acho que é verdade".

Os comentários de Graham não mudam, porém, as expectativas de que a conservadora Barrett ganhará facilmente a confirmação para a mais alta corte dos Estados Unidos, dada a maioria republicana de 53-47 no Senado.

Os democratas tentaram adiar a nomeação para a Suprema Corte para preencher a vaga após a morte da ícone progressista Ruth Bader Ginsburg, no mês passado, argumentando que a decisão deveria ser tomada por quem tiver vencido as eleições.

"É uma vergonha", disse Klobuchar, lembrando que, em 2016, os republicanos se recusaram a ouvir um juiz nomeado para a Suprema Corte pelo presidente Barack Obama, sob o pretexto de que as eleições estavam muito próximas.

"Milhões e milhões de pessoas votam enquanto discutimos", acrescentou a senadora democrata, exigindo que se espere o veredicto das urnas.

Biden aparece 9,2 pontos percentuais à frente de Trump na média das pesquisas da plataforma on-line RealClearPolitics.

Graham, um senador tradicional da Carolina do Sul e figura do Partido Republicano, está vendo sua vida política ameaçada pelo democrata Jaime Harrison, que quebrou todos os recordes para uma corrida ao Senado ao arrecadar US$ 57 milhões no terceiro trimestre.

Eleito para a Câmara dos Representantes em 1994 e para o Senado em 2002, Graham aparece empatado com Harrison nas pesquisas.