Primeira-ministra finlandesa abandona reunião europeia para iniciar quarentena
 - JOHANNA GERON / POOL / AFP
Primeira-ministra finlandesa abandona reunião europeia para iniciar quarentena JOHANNA GERON / POOL / AFP
Por AFP
A chefe de Governo da Finlândia, Sanna Marin, anunciou nesta sexta-feira que deixou a reunião de cúpula europeia em Bruxelas e retornou a seu país porque teve contato com um deputado que testou positivo para covid-19. Ela permanecerá em isolamento por alguns dias.

"A primeira-ministra deixou hoje (sexta-feira) o Conselho Europeu e pediu ao primeiro-ministro sueco, Stefan Löfven, que represente a Finlândia na reunião final", afirma um comunicado.

Na quarta-feira, Marin participou em uma reunião da Comissão de Relações Exteriores do Parlamento finlandês na qual também estava presente um deputado que testou positivo na quinta-feira.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, também abandonou a reunião de Bruxelas na quinta-feira depois que um caso de infecção foi registrado em sua equipe. Ela iniciou uma quarentena.

O primeiro-ministro polonês também está em quarentena e seu país está representado na reunião pelo governo tcheco.

A primeira-ministra da Dinamarca, Mette Frederiksen, criticou o fato de a reunião ter sido convocada de modo presencial.

"Esta reunião deveria ter acontecido por videoconferência", afirmou em sua chegada em Bruxelas, de acordo com a agência Ritzau.