Jean foi brutalmente assassinato em março de 2018 - Reprodução/Redes Sociais
Jean foi brutalmente assassinato em março de 2018Reprodução/Redes Sociais
Por O Dia
Um dos suspeitos de participar do assassinato do comerciante de Porto Real, Jean Souza de Seixas, em março de 2018, foi morto a tiros na manhã de terça-feira (08) em Resende.
Segundo a Polícia Militar (PM), o corpo do jovem de 20 anos foi encontrado na Rua da Pracinha, no bairro Liberdade, com várias marcas de tiros no corpo e na cabeça.
Publicidade
Adolescente na época do crime, ele era o único foragido. Os outros três envolvidos, dois jovens de 21 anos e o mentor do crime de 25 anos, haviam sido localizados e presos na mesma semana em que o homicídio aconteceu.
O corpo dele foi levado para o Instituto Médico Legal (IML). Até o momento, ninguém foi preso.
Publicidade
Entenda o caso: O comerciante de Porto Real, Jean Souza de Seixas, com 29 anos na época, foi morto no dia 27 de março de 2018 em Resende, depois de ser espancado e queimado. 
De acordo com a PM, a vítima teria combinado a venda de um carro e marcou um encontro com os possíveis compradores numa casa no bairro Vila Isabel. Ao chegar no local, Jean foi rendido por três suspeitos, amarrado, espancado e teve os dentes arrancados. Logo depois, os criminosos colocaram fogo no corpo dele.

Jean foi socorrido pelos bombeiros, chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos. De acordo com o IML, a causa da morte foi traumatismo craniano.
Publicidade
O carro da vítima foi encontrado incendiado em Itatiaia. Jean era sobrinho do atual prefeito de Quatis, Bruno de Souza.
 
Publicidade