Captura foi realizada por agentes da Civil e da PM, nesta quinta-feira (1º).  - Divulgação/Polícia Civil
Captura foi realizada por agentes da Civil e da PM, nesta quinta-feira (1º). Divulgação/Polícia Civil
Por Bertha Muniz
QUISSAMÃ - O Núcleo de Homicídios da 130ª Delegacia Policial de Quissamã (130ª DP), identificou os suspeitos de praticarem um homicídio e outras 11 tentativas de homicídio, na madrugada do último domingo (27), no bairro Caxias, em Quissamã, no Norte Fluminense.
A ação criminosa ocorreu durante um confronto entre traficantes de facções rivais. Leonardo de Oliveira Rosa, conhecido como Léo da 10, teria, juntamente, com mais três indivíduos teria participado do crime, segundo relato de testemunhas.

Equipes da Polícia Civil e da Polícia Militar realizaram uma operação conjunta na tarde desta quinta-feira (1º), na localidade de Santa Catarina, em busca dos criminosos. Os agentes localizaram Léo e o conduziram até a sede da 130ª DP, aonde foi realizado o cumprimento de uma mandado de prisão contra ele.

Quem tiver informações que ajudem nas investigações pode enviar denúncia anônima, através do WhatsApp da delegacia, no número (22) 2768-1957.
Publicidade
Relembre o caso
O atentado ocorreu durante uma festa realizada na Rua Porto da Ribeira, no bairro Caxias. Segundo a Polícia Militar (PM), o crime teria sido motivado por uma briga entre facções rivais que disputam pontos de tráfico de drogas.
Publicidade

Ainda segundo os militares, os criminosos fugiram em dois carros. Os feridos foram levados para o Hospital Maria Mariana de Jesus. Única vítima fatal, Carlos Antônio de Souza Silva, foi atingido por dois tiros na cabeça e morreu no local.

Ele era natural da cidade de Campos dos Goytacazes e completou 23 anos um dia antes de ser morto. De acordo com Civil, Carlos possuía anotações criminais por tráfico de drogas, roubo e receptação.