Participaram do encontro os prefeitos e prefeitas de Campos, Wladimir Garotinho; de São João da Barra, Carla Machado; de São Francisco de Itabapoana, Francimara Azeredo; de São Fidélis, Amarildo Alcântara; e o secretário de Relações Institucionais de Macaé, Alexandre Cruz, representando o prefeito Welberth Rezende.
Participaram do encontro os prefeitos e prefeitas de Campos, Wladimir Garotinho; de São João da Barra, Carla Machado; de São Francisco de Itabapoana, Francimara Azeredo; de São Fidélis, Amarildo Alcântara; e o secretário de Relações Institucionais de Macaé, Alexandre Cruz, representando o prefeito Welberth Rezende. Foto: Divulgação.
Por Bertha Muniz

QUISSAMÃ - A prefeita de Quissamã, Fátima Pacheco, participou de uma reunião com o presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), André Ceciliano, na manhã desta terça-feira (23). Na pauta, a ampliação da parceria da Alerj com os municípios no enfrentamento à Covid-19 em todo o Estado do Rio. Também participaram do encontro os prefeitos e prefeitas de Campos, Wladimir Garotinho; de São João da Barra, Carla Machado; de São Francisco de Itabapoana, Francimara Azeredo; de São Fidélis, Amarildo Alcântara; e o secretário de Relações Institucionais de Macaé, Alexandre Cruz, representando o prefeito Welberth Rezende.
"Tivemos uma reunião muito positiva com o presidente André Ceciliano, que sempre se coloca à disposição dos municípios. Neste encontro, tratamos do respaldo da Alerj nas medidas de enfrentamento à Covid-19, assim como as medidas restritivas adotadas pelos prefeitos, como assegura o STF. Solicitamos articulação junto ao governador Cláudio Castro sobre a implantação do feriadão de dez dias, pois entendemos que se não fizermos as restrições, os municípios podem ficar lotados nesse período, principalmente os que possuem características turísticas", disse a prefeita de Quissamã, Fátima Pacheco.
Publicidade
O presidente da Alerj se colocou à disposição dos municípios nas ações de combate à Covid-19 no estado. "A Assembleia está sempre disponível para caminhar ao lado dos municípios, principalmente neste momento de pandemia. Todos podem contar sempre com a Alerj para escuta e parcerias", conta André Ceciliano.
Os municípios do Norte Fluminense têm buscado decisões regionalizadas para o enfrentamento à Covid-19. Na segunda-feira (22), os prefeitos se reuniram, virtualmente, com representantes do Ministério Público do Estado para definir ações neste período de números altos da doença. Entendendo o momento delicado, o MP produziu um documento em que recomenda ações mais restritivas para a região.
Publicidade
--