Encontro aconteceu na Central de Libras, em Petrópolis - Divulgação
Encontro aconteceu na Central de Libras, em PetrópolisDivulgação
Por Divulgação
Rio das Ostras - A Administração Municipal de Rio das Ostras mantém sua preocupação em atender da melhor forma possível as demandas das PCDs – Pessoas com Deficiência, que moram e visitam o Município. A demonstração desse apoio do Poder Público ficou evidenciada no processo de criação do Comdef – Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que teve incentivo direto do prefeito Marcelino Borba assim que assumiu a gestão da Cidade, no segundo semestre de 2018.

Na busca por projetos e iniciativas que possam auxiliar pessoas surdas e por solicitação do Comdef, o secretário de Transportes Públicos, Acessibilidade e Mobilidade Urbana de Rio das Ostras, Marcus Rezende, esteve em Petrópolis para conhecer a Central de Libras que funciona naquele município. A reunião com a secretária de Assistência Social de Petrópolis, Denise Quintella, aconteceu na última terça-feira.

Para Marcus Rezende, o encontro foi bastante produtivo, uma vez que foi possível observar pontos de destaque do funcionamento da Central de Libras e como um modelo similar poderia ser instalado em Rio das Ostras. “Vamos levar as ideias, que achamos bastante positivas, até o prefeito Marcelino Borba e estudar, junto às Secretarias de Bem-Estar Social, de Saúde e de Educação, além de outras diretamente ligadas à questão, a implantação de um projeto tão importante para essa comunidade”, destacou Rezende.

CENTRAL DE LIBRAS – Em Petrópolis, a iniciativa realiza trabalho com as secretarias da Prefeitura, mas também presta o serviço junto às delegacias em atendimentos de ocorrências policiais, interpretação em atendimento médico, preferencialmente em unidades da Rede Pública de Saúde, solicitação de remédios nas farmácias populares e no primeiro atendimento, além de entrevistas de emprego no âmbito das agências públicas de emprego. A Central de Libras também se relaciona via online, por meio de aplicativo de mensagens e redes sociais, com os usuários que necessitem de atendimento.

PRESENÇAS – A reunião sobre a Central de Libras ainda contou com a participação do conselheiro do Comdef Rio das Ostras, André Areas e do tradutor e professor de Libras, Natan Matias, além de Rodrigo Lopes, diretor de Proteção Social Básica de Petrópolis, e Gisele Gimenez, que atua como tradutora na equipe de Petrópolis.