Por Divulgação
Rio das Ostras - Depois de promover a abordagem da população em situação de rua, com o objetivo de orientá-la sobre a prevenção ao coronavírus, a Prefeitura de Rio das Ostras, por meio da Secretaria de Bem-Estar Social começará a visitar a comunidade cigana que habita no Município. A ação está prevista para começar nesta semana, mas os técnicos já estão fazendo o levantamento de quantos deles já têm cadastro na rede de atendimento de assistência social da cidade.

Hoje, cerca de 32 famílias ciganas já estão cadastradas no Centro de Referência de Assistência Social de Rio das Ostras (Cras). O objetivo da abordagem é mapear a situação dessas pessoas em relação ao Covid 19 e encaminhá-las para os serviços do Cras e, se tiverem dentro do requisito, no Cadastro Único do Governo Federal para que tenham acesso aos programas de transferência de renda, inclusive o Auxílio Emergencial.

Servidores da Secretaria de Bem-Estar Social vão levar informações do coronavírus, a forma de contágio, prevenção e técnicas de higienização das mãos. A equipe distribuirá informativo orientando sobre os sintomas e divulgando os telefones de unidades importantes como o Centro de Triagem e Postos de Saúde.

Na abordagem, serão apresentadas as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS), do Ministério da Saúde e dos decretos municipais, que incentivam a população a ficar em casa, com exceção daqueles que trabalham em serviços essenciais.

“Nosso objetivo é também lembrar que Rio das Ostras tem o povo cigano como morador. Precisamos dar atenção a essas pessoas e levar orientação em relação à pandemia. Estamos preparando junto às equipes do Cras uma ação de visita aos acampamentos para apresentar as regras de prevenção e os benefício aos quais eles têm direito”, disse Eliara Fialho, secretária de Bem-Estar Social de Rio das Ostras.