Campanha de vacinação contra o sarampo é intensificada em Rio das Ostras

Casos da doença aumentaram no Estado do Rio de Janeiro

Por O Dia

A vacinação reforça que a população deve ficar em alerta quanto à prevenção de outras doenças
A vacinação reforça que a população deve ficar em alerta quanto à prevenção de outras doenças -
Rio das Ostras - A pandemia do novo coronavírus está em evidência em todo o país, mas não é só com a Covid-19 que o Ministério da Saúde tem se preocupado. O olhar também se volta para o sarampo, por isso a Campanha Nacional de Vacinação contra a doença foi prorrogada. Assim como em outras cidades. Rio das Ostras também está intensificando a imunização, principalmente por conta do aumento de casos dessa enfermidade no Estado do Rio de Janeiro.

O atendimento para vacinação no Município acontece em todas as Unidades de Saúde, de segunda a sexta-feira, nos seus horários de rotina, de manhã e à tarde. A imunização é destinada ao público na faixa etária de seis meses a 59 anos de idade.

De acordo com o chefe do Departamento de Imunização de Rio das Ostras, José Ronalti da Silveira, a vacinação é de suma importância nesse período de pandemia, e ele reforça que a população deve ficar em alerta quanto à prevenção de outras doenças.

O sarampo é uma doença que já estava praticamente erradicada no Brasil, mas tivemos um aumento de casos no Estado do Rio. É importante que os adultos estejam atentos à atualização de suas cadernetas de vacinação e também dos seus filhos, não só pela vacina contra o sarampo, mas por todas que compõem o calendário vacinal. Contamos com a colaboração da população para mantermos um bloqueio em nosso Município contra todas as doenças que podem ser prevenidas com a vacinação”, ressaltou Ronalti.

CENÁRIO ATUAL - Diante da atual situação, o Ministério da Saúde tem desenvolvido ações em conjunto com os Estados, com o objetivo de interromper a circulação do vírus do sarampo, sendo a vacinação a principal estratégia.

De acordo com Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, do início do ano até o mês de agosto foram confirmadas mais de 7.500 infecções em 21 estados.

Comentários