Vistoria do Procon fecha pet shops no Centro do Rio

Nenhum estabelecimento visitado estava apto a receber selo lançado ontem contra a venda de animais

Por O Dia

Rio - No dia em que a Comissão de Proteção e Defesa dos Animais (CPDA) da OAB lançou o selo ‘Pet Shop Legal Não Vende Animal’ nenhum estabelecimento visitado estava apto a recebê-lo. Elas não cumpriam um dos pré-requisitos principais: assumir o termo de não vender animais. As vistorias foram feitas com apoio do Procon.

A campanha ‘Vida não se vende’ percorreu, ontem, pet shops do Centro do Rio com o intuito de vistoriar lojas que não cumprem a resolução do Conselho Federal de Medicina Veterinária 1069/2015 e que praticam maus tratos aos animais.

Cachorros filhotes que esperavam por adoção estavam com sarna Maíra Coelho / Agência O Dia

Um aviário foi fechado e o dono da loja foi levado à delegacia. No local, mais de 20 aves foram apreendidas, entre pássaros, galinhas, galos e faisões, além de dois filhotes de cachorro com sarna. Os animais foram levados para a delegacia e depois encaminhados para uma ONG.

Geraldo da Silva, de 50 anos, e dono da loja Casa de Pássaros Guará do Brasil, lamentou o ocorrido. “O prejuízo somente com os passarinhos passou de R$ 1 mil. Os filhotes de cães estavam na loja para doação. Eu estou falindo”, explicou Geraldo. Segundo as autoridades, o local não poderia estar aberto devido à falta de documentação.

Reportagem da estagiária Julianna Prado

Últimas de Rio De Janeiro