Moradores fecham BR-101 em protesto por estragos causados pelo temporal

Protesto pede providências ao poder público. Pedaços de madeira e pneus foram incendiados e bloquearam a via

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Rio - Moradores de São Gonçalo, cidade mais atingida pelo temporal de quarta-feira na Região Metropolitana, interromperam o trânsito na Rodovia Niterói-Manilha (BR-101), que liga a capital à Região dos Lagos e ao Norte fluminense. O protesto denuncia os danos causados pela chuva e pede providências ao poder público. Pedaços de madeira e pneus foram incendiados na via.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) acompanhou a manifestação, que começou por volta das 9h30 desta quinta-feira. O trânsito foi liberado às 10h45.  Segundo a assessoria da Autopista Fluminense, concessionária que administra a rodovia, foram usados pedaços de madeira para interditar as vias e pneus foram incendiados. A pista da direita no sentido Niterói foi fechada, os carros seguiam pela esquerda e causou dois quilômetros de lentidão. No sentido Manilha, também foi bloqueada a pista da direita, causando seis quilômetros de congestionamento.

Durante o temporal, um morador do bairro Sacramento morreu. O Hospital Estadual Alberto Torres foi inundado e o teto do shopping Partage desabou. Carros foram arrastados e casas, alagadas. Três pontos de apoio foram montados para receber as famílias desalojadas.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia