Beltrame solicita efetivo militar para reforçar policiamento no Rio

Segundo Ministro da Defesa interino, uma brigada com 3 mil homens de outros estados está na cidade para emergências

Por clarissa.sardenberg

Rio - O secretário de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, vai solicitar ao governo federal efetivo militar para reforçar o policiamento em locais estratégicos durante as Olimpíadas e Paralimpíadas. Ele se reuniu na tarde desta quinta-feira com o Ministro da Defesa interino, Raul Jungmann. O número de militares e os locais não foram divulgados. O pedido deverá ser feito pelo governador em exercício Francisco Dornelles ao presidente interino, Michel Temer. Beltrame mostrou-se tranquilo em relação à segurança dos Jogos, mas manifestou preocupação com o período pós-Olimpíadas.

“Nas Olimpíadas, já temos certeza de que teremos apoio total de vários ministérios e das várias polícias e acredito que vai transcorrer normalmente. Mas também tenho que ter preocupação com a segurança pública da cidade, do cidadão e que, depois que termina o evento, todo esse apoio vai embora”, disse. “Com os episódios do aumento de criminalidade e essas outras situações, cabe ao estado resolver através de mudança de estratégias operacionais. A Olimpíada vai embora e a população fica”.

Beltrame anuncia que haverá reforço nos PMs que vão para as ruasEstefan Radovicz / Agência O Dia

O ministro informou que uma brigada com 3 mil homens do Exército, de Santa Catarina e de Minas Gerais, está na cidade à disposição para qualquer emergência. Jungmann disse que a cidade está pronta, do ponto de vista da segurança, para receber as Olimpíadas "e fazer delas um marco para o reconhecimento da imagem do Brasil no exterior e dos brasileiros". “E os cadernos de compromissos da Defesa estão em dia, com andamento absolutamente regular e acredito que daremos uma grande contribuição para que as Olimpíadas transcorram com tranquilidade de paz”, disse.

O Exército disponibilizará cerca de 15 mil militares como força de contingência que estarão a postos para uma emergência durante o evento. Raul Jungmann disse ainda que pretende ficar no Rio durante o início e o término dos Jogos e vai propor aos demais ministros diretamente envolvidos com o evento que se desloquem para a capital fluminense no início das competições e no encerramento.

Nesta manhã, Jungmann declarou que 2 mil agentes da Força Nacional que estão no estado de São Paulo atuarão no Rio durante os Jogos. O contingente será necessário para completar o total de 9,6 mil homens da Força Nacional previsto no planejamento da segurança na Rio 2016.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia