Exército faz treino especial para os Jogos Olímpicos

Corporação testará rotas alternativas após constatar demora no percurso entre Deodoro e área próxima ao Maracanã

Por gabriela.mattos

Treino no Colégio Militar. Ações serão coordenadas de sala de controleSandro Vox / Agência O Dia

Rio - Exército iniciou nesta quarta-feira atividades para ajustar o tempo de resposta de suas tropas nos eventos da Rio 2016. A ‘Operação Corcovado’ consiste em uma série de ensaios gerais que vão ocorrer nas próximas duas semanas. Entre os locais de testes estão o Palácio Guanabara (sede do governo estadual), Maracanã, Deodoro, Sumaré, Aeroporto do Galeão, Copacabana, Barra, Campo dos Afonsos e Sambódromo.

Na tarde desta quarta-feira, por exemplo, foi testado o tempo de deslocamento da força de choque para Controle de Distúrbios Civis. Mesmo com batedores, de Deodoro para o Colégio Militar, próximo ao Maracanã, a rota foi cumprida em 1h05. “Esperávamos um tempo menor. Mas isso serve para estudarmos rotas alternativas”, afirmou o coronel Medina, porta-voz da Coordenação Geral de Defesa de Área (CGDA).

O CGDA irá atuar com 13 mil homens na Olimpíada, dos quais 2 mil ficarão de prontidão para caso a Polícia Militar precise de ajuda em algum evento.

O órgão também será o responsável pela defesa de estruturas que, caso danificadas, possam comprometer as áreas de comunicação e segurança do País, como as antenas do Sumaré ou a usina nuclear de Angra 3.

Outro teste realizado foi a mensuração do tempo de voo de dois helicópteros da corporação, um modelo Cougar, com capacidade de transporte para 16 militares; e um Pantera, com alta autonomia de deslocamento.

De Deodoro, na Zona Oeste, até a Tijuca, na Zona Norte, o tempo normal de voo é de 10 minutos. No entanto, como na tarde de ontem a visibilidade estava baixa devido ao tempo nublado, o período de voo despendido no trajeto foi o dobro. Também caberá ao CGDA a escolta de dignatários e até da urina dos atletas para exames de doping. Todas as ações serão coordenadas por uma sala de controle no Comando Militar do Leste que, nos jogos, irá se comunicar com os outros centros de comando de outros órgãos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia