Dornelles pede Forças Armadas durante Jogos Olímpicos

Beltrame mapeou áreas e espera 15 mil militares para atuar no patrulhamento ostensivo

Por gabriela.mattos

Rio - O governador em exercício Francisco Dornelles enviou nesta quinta-feira ofício ao presidente interino, Michel Temer, solicitando o emprego das Forças Armadas no Rio de Janeiro, no período de 24 de julho a 19 de setembro. Os militares deverão atuar no policiamento ostensivo nas linhas Vermelha e Amarela, Avenida Brasil, Aeroporto Internacional Tom Jobim e terminais rodoviários, devido ao elevado número de visitantes na cidade antes e durante os Jogos Rio 2016.

No documento, o governador em exercício destaca que a Polícia Militar não dispõe de recursos operacionais para o cumprimento de todas as demandas.

Força nacional ocupada
Dornelles informou que durante os Jogos, a PM não terá apoio da Força Nacional de Segurança Pública no policiamento ostensivo da cidade, uma vez que estará empregada de maneira maciça na segurança interna das instalações olímpicas.

O secretário de Segurança do estado, José Mariano Beltrame, anunciou que 15 mil militares das Forças Armadas ficarão aquartelados, para atuar em regime de emergência durante os Jogos. Beltrame fez um mapeamento das áreas e apresentou ao Ministério da Defesa, que vai definir onde atuarão os militares que serão cedidos pelo governo federal. “Num evento como esse, a PM não vai conseguir atuar sozinha”, disse o secretário. Sobre o uso das Forças Armadas, comentou: “Vejo com naturalidade. Desde que venha para ficar, sou a favor”.

Em visita ao Parque Olímpico da Barra da Tijuca, na terça-feira, Michel Temer participou de reunião do grupo de trabalho interministerial de coordenação e monitoramento dos Jogos. Ao todo, o contingente das Forças Armadas é de 85 mil pessoas.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia