PM reformado baleado em Duque de Caxias pode ficar tetraplégico

Polícia Militar identificou três suspeitos de assalto que terminou com três vítimas atingidas e um bandido baleado

Por thiago.antunes

Rio - Baleado na nuca na última terça-feira, na porta de um supermercado na Vila Canaã, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, o policial militar reformado Valdir Nobre da Silva, de 51 anos, corre o risco de ficar tetraplégico. Ele continua internado em estado gravíssimo no Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna.

Outras duas vítimas também foram baleadas, mas passam bem. Ontem, policiais do 15º BPM (Duque de Caxias), identificaram três homens, suspeitos de participarem do assalto. Um deles, Jorge Dener Santos Oliveira, já foi preso na quarta, ao dar entrada ferido no Hospital Caxias D'or.

Ronaldo Junior da Silva Martins, o ‘Castanha’, Rodrigo Rabello Ferreira, o ‘Panda’, e Victor Pietro Vilaça, o ‘Magrão’, estão sendo procurados pelo Serviço Reservado do batalhão (P2). Segundo informações, Panda teria atirado contra o militar.

Os criminosos poder ser vistos em imagens. Um deles aponta a arma para o policial e atira. Os bandidos chegaram ao mercado por volta das 20h em uma moto, que pode ser vista no vídeo. Depois de roubar um carro no local, eles fugiram. Ainda não se sabe se os bandidos realizaram outros roubos no local.

Segundo informações, o policial, que é morador da Nova Iguaçu e se aposentou em 2014 com quase 30 anos de Polícia Militar, teria ido ao mercado fazer compras antes de seguir para a casa de um amigo também policial. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia