Cariocas já contam com reforço na segurança das ruas para os Jogos

Forças Armadas vão para as ruas hoje e cidade recebe mais 400 PMs com pagamento de horas extras

Por gabriela.mattos

Rio - Os cariocas já começam a ver nas ruas parte do aumento das forças de segurança que o Rio receberá para os Jogos Olímpicos. Neste sábado, cerca de 1 mil militares das Forças Armadas já começam a fazer o reconhecimento da cidade, em treinamento. Além disso, o patrulhamento da PM nas regiões turísticas foi reforçado, desde ontem, com 400 agentes.

O aumento do efetivo foi viabilizado com o Regime Adicional de Serviço (RAS) compulsório, que prevê o pagamento de horas extras aos policiais, como antecipou O DIA nesta sexta-feira. Receberam o reforço os batalhões de Policiamento em Áreas Turísticas (BPtur), de Botafogo (2°BPM), Copacabana (19°BPM), Leblon (23°BPM) e o do Recreio (31°BPM).

Na orla da Zona Sul, foi reforçado o patrulhamento com PMs em bicicletas, que passaram a circular até o Alto Leblon. A iniciativa foi elogiada pelos pedestres e pelos PMs. “Em alta temporada tem um aumento de delitos e, com a bicileta, temos mais sucesso na recuperação de roubos e furtos. E ainda fazemos atividade física”, disse um deles, lembrando que um colega de farda perdeu 11 quilos trabalhando com as magrelas.

Os paraquedistas do Exército só serão acionados em casos de emergências durante os Jogos OlímpicosDaniel Castelo Branco / Agência O Dia

Militares

A lei que institui o policiamento pelos militares das Forças Armadas ainda não foi publicada, mas os homens do Exército e da Marinha saem às ruas hoje, de 8h às 14h, como um treinamento para o patrulhamento durante os Jogos.

Os agentes vão atuar no entorno do Maracanã, na área da Praça Mauá, no Centro, no entorno da Vila Olímpica e na orla da Barra da Tijuca, na Zona Oeste, além de Copacabana e Aterro do Flamengo, na Zona Sul. No sistema ferroviário, os militares vão ocupar as estações olímpicas de Magalhães Bastos e Vila Militar. Neste primeiro teste, os agentes usarão também veículos blindados.

Oficialmente, no entanto, a operação das Forças Armadas na Olimpíada só começa no dia 24, com mais de 21 mil homens nas ruas. Pelo planejamento, o Exército vai ocupar as vias expressas, sete estações de trem, o entorno dos aeroportos, e das regiões da Barra da Tijuca, Deodoro e Maracanã. Já os fuzileiros navais vão patrulhar os bairros da orla do Caju a São Conrado.

Nesta sexta-feira foi apresentada, na Vila Militar, na Zona Oeste, a tropa de paraquedistas do Exército que atuará na segurança dos Jogos Olímpicos. O grupo, de 2.400 homens, é considerado a tropa de elite das Forças Armadas e só entrará em ação em casos de emergência.

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, que passou a tropa em revista, voltou a dizer ontem que nenhuma agência de inteligência do mundo rastreou ameaça de ataque terrorista. O ministro disse que o Brasil será implacável com qualquer pessoa que for descoberta querendo manchar ou arranhar a realização dos Jogos Rio 2016.

?Colaborou a estagiária Julianna Prado

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia