Policial é morto a tiros na Baixada Fluminense

Morte de sargento do 21º BPM (São João de Meriti) faz número de policiais mortos chegar a 70. Enterro será nesta segunda-feira

Por rafael.nascimento

Henrique Martins era primeiro sargento e estava lotado no 21º BPM (São João de Meriti)Reprodução Internet

Rio - Um policial lotado no 21º BPM (São João de Meriti) foi morto a tiros, no começo da noite desse sábado, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. A vítima que foi identificada como Carlos Henrique Martins da Silva, 47 anos, era primeiro sargento. Martins foi alvejado próximo à Via Light, no momento em que checava uma denúncia.

A morte do primeiro sargento do 21º BPM (São João de Meriti) faz número de policiais mortos no estado chegar a 70. A vítima anterior foi o subtenente Roterdan Jayme Baptista, em São Gonçalo, durante uma incursão em uma favela da região.

Segundo as primeiras informações, a guarnição do PM foi acionada para o local para recuperar um carro que teria sido roubado. Na ocasião, os agentes teriam sido surpreendidos por um grupo de bandidos que atirou contra o sargento e seu colega.

A vítima, que foi ferida no rosto, chegou a ser levada para o PAM de São João de Meriti, mas não resistiu aos ferimentos. Procurada, a Polícia Militar confirmou o caso e afirmou que, até agora, ninguém foi preso. 

Carlos Henrique Martins era casado, tinha duas filhas, uma de 28 e outra de 19, e estava há 21 anos na PM. Seu corpo será enterrado nesta segunda-feira, às 13h, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap.

Nas redes sociais, amigos e familiares lamentaram a morte do sargento. A PM ainda não informou o local do velório e nem do sepultamento do PM. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia