Criminosos são presos após confronto com agentes da PRF na Washington Luís

Seis pessoas ficaram feridas por conta do tiroteio

Por karilayn.areias

Rio - Uma perseguição policial na Avenida Brasil, na tarde desta terça-feira, terminou em tiroteio e levou pânico a quem passava pelo local. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), cinco suspeitos foram baleados, e um deles não resistiu aos ferimentos e morreu. O caso aconteceu na altura de Parada de Lucas, sentido Zona Oeste.

Os agentes da 1ª Delegacia da PRF, de Duque de Caxias, receberam um alerta de que ocupantes de um carro branco estavam cometendo assaltos na região e, em ronda, identificaram o veículo com os suspeitos e ordenaram que eles parassem. Os ocupantes não teriam obedecido e, em seguida, os policiais rodoviários iniciaram a perseguição, que começou na BR-040.

Agentes da PRF foram alertados sobre carro com criminosos que estariam praticando roubos na Washington Luís Divulgação

A PRF informou que os homens no carro atiraram nos agentes durante a fuga, quando foram em direção à Avenida Brasil. Em Parada de Lucas, os suspeitos tentaram fugir com um carro em um túnel de pedestres, para tentar acessar a pista no sentido contrário, mas foram alcançados, houve um intenso tiroteio e três foram presos e um apreendido. A viatura da PRF teve perfurações de bala. Nenhum policial ficou ferido.

Todas as cinco pessoas que ocupavam o carro foram baleadas pelos agentes. Dois ainda tentaram fugir correndo, mas não conseguiram e foram alcançados pelos policiais. Um deles precisou ser socorrido pelo helicóptero da PRF, que pousou na avenida.

Os outros foram levados pelo Samu e Corpo de Bombeiros para os hospitais Getúlio Vargas, na Penha, Salgado Filho, no Méier, e Alberto Torres, em São Gonçalo.

Bombeiros interditaram parcialmente a pista lateral da Brasil para socorrer os feridos. A ocorrência foi registrada na 38ª DP (Irajá), mas será investigada pela Delegacia de Homicídios da Capital.

Com o grupo foram encontradas três pistolas com kit rajadas. “Vias expressas como Brasil, Linhas Vermelha e Amarela devem ser patrulhadas com motocicletas. Com dois patrulheiros em uma moto com rádio patrulha, inibiria a ação dos criminosos”, afirmou o fundador do Bope, Paulo César Amêndola.

Carro com marcas de tiro após confronto entre criminosos e agentes da PRFDivulgação


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia