Rio vai recorrer da obrigação de climatizar 100% dos ônibus até o final do ano

Nesta terça-feira, município teve recurso negado pela Justiça por não apresentar motivos suficientes para derrubar a medida obrigatória

Por clarissa.sardenberg

Rio - A prefeitura do Rio de Janeiro vai recorrer da decisão da 2a. Câmara Cível do Tribunal de Justiça de obrigar a climatização de 100% da frota de ônibus urbanos da cidade. O desembargador Alexandre Freitas Câmara, da 2a Câmara Cível do Rio, negou um recurso do município e manteve a decisão da primeira instância da Justiça, que obriga a climatização.

Prefeitura informou que vai recorrer da decisão que exige ônibus com ar-condicionado até o final do anoJoão Laet / Agência O Dia

O município do Rio só poderá recorrer quando for oficialmente notificado da decisão do desembargador, o que ainda não ocorreu.

Segundo a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça, a prefeitura não apresentou motivos suficientes para que fosse derrubada a obrigação da climatização de 100% dos ônibus.

A decisão inicial, do juiz Leonardo Grandmasson Ferreira Chaves, da 8a. Vara de Fazenda Pública, determina que a prefeitura pague uma multa de R$ 20 mil para cada ônibus sem ar condicionado em circulação na cidade a partir do ano que vem.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia