Rede de oxigênio do Hospital Getúlio Vargas rompe e pacientes são transferidos

Segundo a unidade, a tubulação se rompeu por causa de obras para a instalação de uma ressonância magnética

Por gabriela.mattos

Rio - Uma parte da rede de oxigênio que abastece o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, Zona Norte, rompeu e alguns pacientes foram transferidos para outras unidades da rede estadual nesta quinta-feira. De acordo com a direção da unidade, a rede se rompeu por causa de obras para a instalação de uma ressonância magnética.

Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde destacou que "o problema é pontual e a empresa que faz a manutenção da rede já está trabalhando no reparo da rede de gases".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia