Por gabriela.mattos
Publicado 01/11/2016 19:41 | Atualizado 02/11/2016 00:42
Portal dos Procurados divulgou cartaz%2C nesta terça-feira%2C pedindo informações de suspeitos de matar dentista na Zona OesteDivulgação

Rio - O Portal dos Procurados divulgou um cartaz, no fim da tarde desta terça-feira, pedindo informações sobre a identificação dos suspeitos de matar a dentista Priscila Nicolay Soares dos Reis, de 37 anos. Ela foi morta dentro de seu carro, na subida da Estrada das Frunas, no Itanhangá, Zona Oeste, nesta segunda-feira.

Na ocasião, policiais do 31º BPM (Recreio) faziam patrulhamento na parte alta do Morro do Banco e trocaram tiros com traficantes. Bandidos do Complexo do Lins tentavam invadir a comunidade da Zona Oeste e, segundo a polícia, queriam implantar uma base da facção Comando Vermelho.

A polícia informou ainda que os suspeitos fugiram pela mata e, chegando na estrada, tentaram roubar o carro da dentista. O carro da vítima foi fuzilado por 17 disparos, sendo que dois atingiram a mulher, um na cabeça e outro no braço.

Ainda nesta terça-feira, foi realizada uma operação no Morro do Banco com policiais do 31º BPM e do Batalhão de Ação com Cães (BAC) e Grupamento Aeromóvel (GAM). Na ação dois homens foram presos saindo de uma mata no Alto da Boa Vista, portando sacolas com roupas.

Ademilson Luiz Guedes Costa e Rafael Alves Peixoto, ambos do morro da Formiga, foram encaminhados para a 16ª DP (Barra da Tijuca). Os PMs encontraram ainda celulares com áudios e fotos, fazendo referências ao tráfico de drogas e a tentativa de invasão do morro. 

A Delegacia de Homicídios da Capital (DH) informou ainda que, por meio de imagens de segurança, é possível ver cinco homens, armados de fuzis, que chegam à comunidade na manhã de segunda-feira.

Quem tiver qualquer informações sobre a identificação e a localização dos envolvidos na morte da dentista, e também de traficantes da localidade, pode denunciar por meio do Whatsapp ou Telegram dos Procurados (21) 96802-1650; pelo Facebook/(inbox): www.facebook.com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo aplicativo de celular. O anonimato é garantido.

Dor e emoção em enterro

Sobre a tampa do caixão, uma foto de Priscila sorrindo. Assim a dentista de 37 anos ficou marcada na memória das mais de 200 pessoas que ontem foram se despedir dela, no Cemitério São João Batista, em Botafogo. 

Os pais e o viúvo de Priscila, Fabrício Maio, estavam muito abalados e foram amparados por amigos. “Eu quero ver minha filha”, gritava, aos prantos, a mãe da dentista. Primo da vítima, o empresário Adalberto Amorim fez um desabafo: “A família só deseja que haja justiça”.

Você pode gostar