Por adriano.araujo

Rio - No mesmo dia de publicação da reportagem do DIA que flagrou um furto com perseguição de homem armado em plena luz do dia na Praia do Arpoador houve um reforço no policiamento da região, embora ainda tímido. Na manhã desta quinta-feira, não havia viaturas, apenas policiais de bermuda circulando na calçada e na areia. À tarde, carros de polícia deram apoio na segurança. Frequentadores dizem já ter se acostumado com a sensação de insegurança e que o reforço já deveria ter começado.

Após homem armado seguir jovem que roubou cordão%2C havia PMs na orlaSeverino Silva / Agência O Dia

Por volta das 13h uma viatura chegou e se posicionou próximo à Pedra do Arpoador. Em seguida, policiais a pé começaram a circular na região. Pela manhã a equipe avistou apenas quatro militares ao longo de toda a orla, do Leme ao Leblon.

As jovens amigas Anairam de Leon e Marzia Mazzalai, ambas de 26 anos, sabem que os furtos são recorrentes na praia, mas não deixaram de aproveitar o dia. “Tenho um projeto para o qual preciso produzir fotos. Trouxe a câmera fotográfica para a praia, mas fico atenta e evito deixar o equipamento muito à mostra”, diz.

O casal Sara e Júlio Quinteros veio da Argentina para passar dez dias na cidade. Eles contaram que caminham com tranquilidade pela orla, mesmo com o pouco policiamento. “Nos sentimos seguros. Viemos andando de Copacabana até aqui (Arpoador) e foi bem tranquilo, mas vimos pouquíssimos policiais nas ruas. Pelo menos no fim do ano, quando as praias ficam mais cheias com os turistas, deveriam ser mais vistos pelas vias”, contou Sara.

Em nota, a polícia reforça que atua com até 850 policiais de diferentes unidades e com o apoio dos batalhões de Policiamento em Grandes Eventos (BPGE), de Áreas Turísticas (BPTur), de Choque (BPChq), além do Grupamentos de Policiamento Transportado em Ônibus Urbanos e do Regimento de Polícia Montada (RPMont). “O efetivo patrulha desde a Praia do Flamengo, na Zona Sul, até o Recreio dos Bandeirantes”.

Homem corre armado atrás de pivete na Zona Sul do Rio, nesta quarta-feiraSeverino Silva


Você pode gostar