Mais Lidas

BRT tem seis ônibus depredados em Paciência

Nos últimos 16 dias, 14 veículos da concessionária foram vandalizados

Por luana.benedito

Rio - Seis ônibus do BRT foram depredados na madrugada desta segunda-feira, próximo à estação Santa Eugênia, em Paciência, na Zona Oeste do Rio. Segundo a concessionária, um grupo de jovens atacou os veículos da empresa com pedras paus. Eles também teriam quebrado algumas portas e furtado os martelos de emergência. Por causa do ocorrido, a linha Santa Cruz x Campo Grande chegou a ficar interrompido por quase duas horas. 

BRT tem seis ônibus depredados Divulgação

“Os seis carros vandalizados, juntos, fazem 95 viagens por dia, no trecho onde aconteceu a depredação. Não estamos falando no investimento que será feito para colocar essa frota novamente para circular, mas, sim, no prejuízo que a população tem com este tipo de crime. Sem dúvida alguma, é o trabalhador que precisa se deslocar todos os dias o maior lesado", afirmou a diretora de Relações Institucionais do BRT, Suzy Balloussier.    

No dia 17 de dezembro, oito ônibus da empresa foram depredados. De acordo com a empresa, os carros foram atacados perto do Terminal Paulo da Portela, em Madureira, na Zona Norte do Rio. Sete janelas e uma porta ficaram destruídas. Os veículos foram quebrados em sequência, entre 5h50 e 6h15. Todos seguiam sentido Alvorada, na Barra da Tijuca.

Vandalismo nas estações

O BRT informou que entre janeiro e novembro de 2016, foram gastos, aproximadamente, R$ 3 milhões para fazer reparos, de equipamentos e itens vandalizados, nas estações e terminais. Desse valor, R$ 2 milhões foram para consertar portas e vidros. O restante foi gasto para limpar pichações, consertar catracas, substituir lixeiras e bancos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia