Mais Lidas

Coluna Incluir: Braille Bricks

Alfabeto em braile é desenvolvido a partir de peças clássicas de blocos de montar

Por gabriela.mattos

Rio - Hoje é lembrado o Dia Mundial do Braile e para comemorar a data, vamos falar sobre o Braille Bricks, uma importante ferramenta para trabalhar a inclusão de alunos com deficiência visual nas escolas de todo o mundo, por despertar o aspecto lúdico e tátil das crianças, uma vez que complementam o uso de livros e apostilas na alfabetização. Pensando nisso, a Lew’Lara\TBWA criou o Braille Bricks, um alfabeto em braile desenvolvido a partir de peças clássicas de blocos de montar.

O projeto, utilizado pela Fundação Dorina Nowill para Cegos, se transformou em um mini documentário, que tem por objetivo mobilizar a sociedade, já que o produto ainda não está disponível para venda. No entanto, pode ser consultado de forma gratuita no site Creative Commons, e fabricantes interessados podem reproduzir as peças. Para que o projeto chegue até os fabricantes, foi lançada a hashtag #BrailleBricksForAll nas redes sociais. A sociedade pode torná-la conhecida e convencer marcas de brinquedos a produzir o produto para crianças de todo o mundo.

A ideia nasceu de um insight da primeira observação do alfabeto braile, semelhante às peças plásticas de montar. A partir dessa referência, Leandro Pinheiro e Ulisses Razaboni tiveram o desafio de buscar peças originais com as cores clássicas da marca pioneira. Toda a ação, desde a ideia até a produção das peças, levou mais de um ano. Com o projeto finalizado, a agência entregou o brinquedo adaptado para crianças com deficiência visual de 7 a 10 anos de idade.

?Coluna de Julliana Reis

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia