Por

O edital do Enem 2018, publicado ontem no Diário Oficial, não prevê nota zero na redação para candidatos que desrespeitem os direitos humanos.

Com isso, fica oficializada a decisão da ministra Carmem Lúcia, que ano passado negou pedidos da Procuradoria Geral da União (PGR) e da Advocacia Geral da União (AGR) para anular dissertações com teor considerado ofensivo.

Outro dado divulgado ontem é que a taxa de inscrição para a prova permanecerá em R$ 82, a mesma do ano passado. "Esse ano o ministro ponderou, fez um remanejamento e decidiu não aplicar as taxas (de correção) normais", explicou a presidente do Inep, Maria Inês Fini. O Ministério da Educação também informou que todas as informações com relação ao exame desse ano poderão ser encontradas no aplicativo "Enem 2018", disponível nos próximos dias.

Você pode gostar
Comentários