Por

A nova concessionária será obrigada a apresentar, em até um ano após a assinatura do contrato, estudos de viabilidade para a implantação de linhas conectando Praça 15 a São Gonçalo, Praça 15 a Duque de Caxias e Praça 15 ao Santos Dumont e Galeão. Em caso de descumprimento desta obrigação há penalidade contratual prevista.

Os estudos serão analisados pelo governo estadual, em conjunto com a Agetransp, sempre respeitando o equilíbrio econômico-financeiro do contrato. Caso seja constatada a viabilidade técnica, econômica, financeira e ambiental dessas linhas, o estado irá autorizar imediatamente sua implantação pela concessionária, sendo analisada a possibilidade de cobrança de outorga adicional. Se a linha for considerada adequada do ponto de vista técnico e ambiental, mas não houver viabilidade econômica, o estado terá que identificar fontes de recursos para subsidiar sua implantação. A empresa também poderá propor outras linhas.

Você pode gostar
Comentários