Quadrilha que clonava carros é presa em hotel de luxo no Rio

Os criminosos causaram prejuízo de um milhão e meio para locadora de veículos e 18 mil para hotel

Por *Fernanda Soares

Rio - Integrantes de uma quadrilha que furtava veículos no estado de São Paulo e depois os clonava foram presos em flagrante, na madrugada desta quinta-feira, em um hotel de luxo na Barra da tijuca, na Zona Oeste do Rio. Policiais civis da 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes), coordenados pelo delegado Eduardo Freitas, localizaram o paradeiro de Carlos Alberto da Silva Oliveira Filho, Carlos Alberto Costa dos Santos, Artur Rogério Queiroz Valente e Andrea Rebordam Barbosa, que são suspeitos de organização criminosa e estelionato. 

Os bandidos criaram uma empresa fictícia, nomeada como Construtora PPL, que foi utilizada para praticar os crimes. Em nome dela, alugavam carros em uma locadora, e fraudavam para vendê-los e alugá-los para terceiros. Os carros clonados eram repassados no Rio.

Alguns interessados não sabiam a origem dos veículos. Uma parte dos carros foi vendida com documentos falsos, e outros alugados. Os motoristas que usavam os veículos por aluguel para trabalhar em aplicativos de transportes, pagavam uma mensalidade de R$500 para o chefe da quadrilha, Carlos Alberto da Silva. Em outros casos, vendiam para outros criminosos que tinham ciência da origem dos automóveis, e utilizavam os mesmos para cometer os mais variados tipos de crimes, que serão investigados em inquérito próprio. Para a locadora, o prejuízo foi de um milhão e meio, pela perda de 15 automóveis.

Além disso, a quadrilha se hospedou em um hotel de luxo no Rio de Janeiro, fazendo acordos em nome da companhia falsa. O prejuízo do hotel onde os criminosos ficaram hospedados foi de R$ 18 mil. Os presos serão encaminhados para a audiência de custódia.  

 

*Estagiária sob supervisão de Karilayn Areias

Últimas de Rio de Janeiro