PM está com sistema de checagem de carros roubados comprometido

Instabilidade no Proderj há 10 dias também afeta IPVA e Detran

Por Bruna Fantti

Controle do pagamento de IPVA está interrompido temporariamente
Controle do pagamento de IPVA está interrompido temporariamente -

Rio - Há dez dias a Polícia Militar está com o sistema que identifica veículos roubados e furtados comprometido. O problema é resultado de uma instabilidade no Centro de Tecnologia da Informação do Estado do Rio, conhecido como Proderj.

A previsão do conserto da falha é para quinta-feira, dia 21. Enquanto isso, durante o patrulhamento, o policial não tem como ter certeza se um veículo suspeito consta ou não como roubado. Em maio, de acordo com o Instituto de Segurança Pública (ISP), foram 3.148 veículos roubados recuperados, o maior registro do ano. A estatística deverá apresentar queda devido ao problema técnico de consulta de placas.

De acordo com a Polícia Civil, o registro de roubos de carros está sendo feito manualmente e será atualizado assim que o programa for estabilizado.

Controle de IPVA parado

Esse não é o único problema acarretado com a instabilidade do programa. O Sistema de Controle e Processos e Documentos também está fora do ar. Isso acarreta a paralisação de serviços como o controle do IPVA; da Dívida Ativa, incluindo o parcelamento de débitos; do sistema de aquisição de itens pelo estado e da comunicação de pagamentos entre o Detran e o Bradesco.

Outros serviços do Proderj funcionam normalmente, segundo o órgão.

Em nota, a assessoria do programa informou que "os sistemas hospedados no mainframe da autarquia (como por exemplo o Sistema de Controle de Processos e Documentos (UPO) e o Sistema de Roubos e Furtos de Veículos (SRF) continuam fora do ar devido a um grave problema em um de seus equipamentos. A empresa responsável pela manutenção desta máquina está atuando em caráter de urgência para realizar a troca. O processo é complexo, necessita da disponibilidade dos materiais específicos para a substituição e exige rigor técnico para evitar qualquer perda de dados. A previsão é que os serviços estejam normalizados até a próxima quinta-feira".

Ainda de acordo com a assessoria, "o acesso à Internet e sites de secretarias e órgãos estaduais hospedados pelo Proderj não foram afetados".

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro