Torcedores fizeram festa no Píer Mauá antes, durante e depois do jogo - Daniel Castelo Branco
Torcedores fizeram festa no Píer Mauá antes, durante e depois do jogoDaniel Castelo Branco
Por

Rio - Se os brasileiros ainda estavam com um pé atrás em torcer pela Seleção, nesta quarta-feira os descrentes abraçaram a causa. Pelo Rio, os pontos de transmissão ficaram mais cheios do que nos primeiros jogos e os cariocas comemoraram aliviados a classificação para as oitavas de final da Copa na Rússia com muita festa e gritos de hexacampeão.

Na Arena Nº 1, na Praça Mauá, no Centro, famílias se reuniram para acompanhar a partida e vibraram com os dois gols do Brasil. "Estava apreensiva porque os jogadores sérvios são grandes, mas agora é só alegria", contou Maria de Fátima, de São Gonçalo, que foi com marido, a filha de 6 anos e a sobrinha. "Valeu a pena a distância, aqui é ótimo para trazer as crianças", completou. Na segunda-feira, na partida entre Brasil e México, a banda Jota Quest vai agitar a festa no local.

A torcedora Vanessa Ramos, 30, aproveitou o jogo antes de pegar no batente. "Vou chegar sem voz no trabalho. Queria era estar na Rússia!", brincou Vanessa, que trabalha com telemarketing. Para ela, a receita do hexa é o apoio da torcida. "A nossa vibração chega lá. Temos que cobrar menos e apoiar mais os jogadores".

Fã de Copa do Mundo e do camisa 10, Neymar, Tatiana Cockrane personalizou os óculos com o boneco do jogador e pintou as unhas com a bandeira do Brasil. "É uma emoção inexplicável, brasileiro não desiste nunca", comemorou ela, que assistiu à partida com a mãe Regina e a amiga Rosimary de Oliveira. Sobre o desempenho do 'menino' Neymar, Tatiana esperava mais. "Ele foi melhor do que os outros jogos, mas não conseguiu mostrar toda sua habilidade", afirmou.

No Sir. Walter Pub, bar que deu uma rodada de shot (dose pequena de bebida alcoólica) de graça para cada queda de Neymar, os clientes ganharam seis drinques.

"Os clientes até brincaram se fizemos um acordo pra ele cair menos. Tem tempo que não vejo uma torcida tão animada", disse a dona do estabelecimento, Fernanda Abreu, que recebeu 98 pessoas no bar.

Você pode gostar
Comentários