Cinco homens são baleados em Jacarepaguá

Atentado ocorreu na Gardênia Azul; três das vítimas têm passagem pela polícia

Por MARCO ANTÔNIO CANOSA

Rio - Cinco homens foram baleados dentro de um carro importado, no final da madrugada deste domingo, na Gardênia Azul, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. O carro foi atingido por pelo menos 20 tiros, mas nenhuma das vítimas corre risco de vida.

Segundo a PM, policiais do 18º BPM (Jacarepaguá) foram acionados para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, onde cinco homens deram entrada baleados. Entre os feridos estão Claudio Batista Bento Silva, de 39 anos; Gerson Gonçalves da Silva, de 25; e Marcus Vinicius da Silva Fagundes, de 35, todos com passagens pela polícia.

Os feridos contaram que saíram de uma festa junina e, quando entraram no carro, outro veículo passou e os ocupantes abriram fogo, fugindo em seguida. As vítimas, todas moradoras da comunidade, fora socorridas por amigos. O ataque aconteceu na Rua Capurana, em frente a um bar, onde as vítimas haviam tomado a "saideira".

Segundo a polícia, Claudio Bento tem diversas anotações criminais e cumpriu pena até novembro do ano passado. Já Gerson Gonçalves tem anotação por desacato na 32ª DP (Taquara), e Marcus Vinícius, por posse e uso de drogas. As outras vítimas são Agnaldo Mariano, de 40 anos, e Francisco Glauber Costa de Oliveira, de 28.

A Polícia Civil vai investigar se o atentado tem relação com uma guerra entre grupos de milicianos que atuam na região.

Em fevereiro, Adriano da Silva Cavalcanti, o Palmilha, foi morto a tiros dentro de um carro, na Avenida Isabel Domingues. Ao lado dele, estava uma mulher que também foi morta. Segundo a polícia, "Palmilha", era investigado por integrar a milícia que atua no bairro. Ele seria chefe da segurança do grupo paramilitar.

 

Últimas de Rio de Janeiro