Deputados apresentam ao MP representação contra Crivella

Assim como os parlamentares Marcelo Freixo e Flávio Serafini, vereadores do Psol pediram investigação sobre encontro que reuniu prefeito e líderes religiosos

Por O Dia

Freixo e Tarcisio na porta do MP -

Rio - Parlamentares do PSOL apresentaram nesta segunda-feira uma representação no Ministério Público do Estado (MP-RJ) contra o prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), por improbidade administrativa. Os deputados estaduais Marcelo Freixo e Flávio Serafini, juntamente com os vereadores Tarcísio Motta, Renato Cinco, Paulo Pinheiro, Brizola Neto e Babá, se reuniram com o procurador-geral Eduardo Gussem por 20 minutos antes de protocolarem a representação.

Os parlamentares acusam Crivella de oferecer facilidades a pastores e frequentadores de igreja no atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e no pagamento de impostos. Além disso, pedem que seja investigado o uso de um bem público, o Palácio da Cidade, sede da Prefeitura, para campanha eleitoral na mesma ocasião.

"É necessário que o Ministério Público se posicione sobre aquela absurda reunião do Marcelo Crivella que, de forma flagrante, cometeu crime eleitoral ao fazer campanha em um espaço público antes da hora, como também ofereceu vantagens para que pessoas pudessem furar a fila do sistema de regulação e ter acesso a cirurgias antes da hora", afirmou o vereador Tarcísio Motta, líder da bancada do PSOL na Câmara Municipal, antes da reunião. "Isso é inadmissível pois fere um dos preceitos mais básicos da República, o da igualdade. O prefeito não pode favorecer um grupo de amigos e aliados." Na última sexta-feira, o MP-RJ já havia informado que pretendia investigar as circunstâncias da reunião.

Na última quarta-feira, no Palácio da Cidade, em evento que estava fora da agenda, o prefeito afirmou para uma plateia formada por pastores e líderes religiosos que ajudaria fiéis a fazer cirurgia de catarata e varizes pelo SUS e que daria auxílio a pastores que estivessem com problemas de IPTU em seus templos. Além disso, ele exaltou o pré-candidato a deputado federal pelo PRB Rubens Teixeira, que estava presente à reunião.

Indagada sobre a representação feita por políticos do Psol junto ao MP, a Prefeitura do Rio divulgou a nota abaixo (leia na íntegra):

"A Prefeitura do Rio informa que a reunião teve como objetivo prestar contas e divulgar serviços importantes para a sociedade, entre eles o mutirão de cirurgias de catarata e o programa sem varizes. A Prefeitura conta, inclusive, com o apoio dos meios de comunicação para ampliar essa divulgação.

Esclarece ainda que não há qualquer irregularidade o prefeito indicar uma assessora para que a população possa tirar dúvidas sobre como ter acesso aos serviços prestados pela Prefeitura, não tendo havido preterição no atendimento ao público.

Vale ressaltar que, desde o início de sua gestão, o prefeito Marcelo Crivella já recebeu os mais diversos representantes da sociedade civil, para tratar dos mais variados assuntos, tanto em seu gabinete quanto no Palácio da Cidade."

Últimas de Rio de Janeiro