Polícia encontra local de falsificação de bebida alcoólica no Engenho Novo

Quatro pessoas foram presas em uma casa com uma uma linha de produção com diversos rótulos de cervejas e tampas, além de outras garrafas que seriam adulteradas

Por O Dia

Bebidas eram vendidas a bares e casas de shows da região
Bebidas eram vendidas a bares e casas de shows da região -

Rio - Agentes do Comando de Policiamento Ambiental (CPAM) prenderam, nesta sexta-feira, Marcelo Sampaio Furtunato, de 40 anos, Valteir da Conceição Tomaz, também de 40, Lucas Alarcão Barbosa, 23, e Laurindo Florentino da Silva, 34. Eles são acusados de fazerem parte de uma quadrilha de falsificação de cervejas no Engenho Novo, na Zona Norte da cidade. Os policiais foram até o local após uma denúncia anônima de produção de bebida alcoólica ilegal. 

Os quatro estavam em uma casa, localizada na Rua Francisco Bernardino, onde foi encontrada uma linha de produção com diversos rótulos de cervejarias e tampas falsificados, além de outras garrafas de bebidas que seriam adulteradas. As cervejas falsificadas seriam distribuídas em bares e casas de show da região.

De acordo com a Polícia Militar, os presos são da comunidade do Rato Molhado. Marcelo e Valteir eram ex-condenados da Justiça. Marcelo já cumpriu pena por receptação e Valteir por roubo, porte ilegal de armas de fogo de uso restrito e furto.

Todos foram autuados pelos crimes contra as relações de consumo e de falsificação e adulteração de substâncias ou produtos alimentícios. A ocorrência foi registrada na delegacia do bairro (25ª DP).

Tampas falsificadas também foram achadas - Divulgação / Polícia Militar

Galeria de Fotos

Bebidas eram vendidas a bares e casas de shows da região Divulgação / Polícia Militar
Tampas falsificadas também foram achadas Divulgação / Polícia Militar
Foram descobertas garrafas de bebidas adulteradas Divulgação / Polícia Militar
Casa fica na Rua Francisco Bernardino Divulgação / Polícia Militar

Últimas de Rio de Janeiro