Assaltante preso é suspeito de homicídio

Homem é apontado como autor de morte de policial civil

Por

Imagem mostra ação na loja -

Preso no último sábado suspeito de assaltar uma loja de eletrodomésticos em Rio das Ostras com outros quatro bandidos, Erick Rodrigues Santos, de 19 anos, é apontado também como o autor da morte de um policial civil. O crime teria acontecido em 27 de junho deste ano. A vítima foi o agente da 20ª DP (Vila (Isabel) Marcos Aurélio da Fonseca, atingido por seis tiros numa tentativa de assalto no Andaraí. As informações foram dadas pela própria Polícia Civil ontem.

Em julho, o Portal dos Procurados (que pertence ao Disque Denúncia) ofereceu R$ 5 mil por informações que levassem às prisões de Erick e de Carlos Alessandro Jesus, 30, suspeitos pela morte do policial.

Única mulher presa com o grupo, Maria Beatriz Gonçalves, 19, confessou ter participado também de um assalto à loja Kalunga, na Tijuca, em 18 de abril. na ocasião, uma pessoa morreu atingida por bala perdida.

Segundo o delegado Hilton Alonso, da 23ª DP (Méier), responsável pela prisão do grupo com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a jovem é figurinha carimbada em assaltos a lojas de eletroeletrônicos. "Ela confessou que atuou em roubo no Botafogo Praia Shopping em março. No Nova América, participou no último roubo, em abril, a duas lojas de celulares", contou Alonso.

Foram presos ainda, no sábado, Argentino Pereira Filho, 50; Gutierrez da Conceição, 25; e Mario Oliveira, 19. Eles estavam em um carro no acesso à Ponte Rio-Niterói, sentido Rio, quando foram abordados pela PRF. Os policiais encontraram 92 celulares e R$ 1.500 em espécie que teriam sido roubados horas antes em uma loja no Centro de Rio das Ostras, além de duas pistolas carregadas.

Câmeras de segurança da loja assaltada em Rio das Ostras registraram o crime. Eles entraram na loja por volta das 14h15 e agiram rápido. Depois de renderem o gerente e funcionários, Maria Beatriz e Erick aparecem recolhendo os celulares do armário do estoque e colocando em uma bolsa. Mario Edson ficou na entrada dando cobertura. Um sexto suspeito, flagrado pelas câmeras, conseguiu fugir em outro carro.

Comentários

Assaltante preso é suspeito de homicídio

Homem é apontado como autor de morte de policial civil

Por

Imagem mostra ação na loja -

Preso no último sábado suspeito de assaltar uma loja de eletrodomésticos em Rio das Ostras com outros quatro bandidos, Erick Rodrigues Santos, de 19 anos, é apontado também como o autor da morte de um policial civil. O crime teria acontecido em 27 de junho deste ano. A vítima foi o agente da 20ª DP (Vila (Isabel) Marcos Aurélio da Fonseca, atingido por seis tiros numa tentativa de assalto no Andaraí. As informações foram dadas pela própria Polícia Civil ontem.

Em julho, o Portal dos Procurados (que pertence ao Disque Denúncia) ofereceu R$ 5 mil por informações que levassem às prisões de Erick e de Carlos Alessandro Jesus, 30, suspeitos pela morte do policial.

Única mulher presa com o grupo, Maria Beatriz Gonçalves, 19, confessou ter participado também de um assalto à loja Kalunga, na Tijuca, em 18 de abril. na ocasião, uma pessoa morreu atingida por bala perdida.

Segundo o delegado Hilton Alonso, da 23ª DP (Méier), responsável pela prisão do grupo com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a jovem é figurinha carimbada em assaltos a lojas de eletroeletrônicos. "Ela confessou que atuou em roubo no Botafogo Praia Shopping em março. No Nova América, participou no último roubo, em abril, a duas lojas de celulares", contou Alonso.

Foram presos ainda, no sábado, Argentino Pereira Filho, 50; Gutierrez da Conceição, 25; e Mario Oliveira, 19. Eles estavam em um carro no acesso à Ponte Rio-Niterói, sentido Rio, quando foram abordados pela PRF. Os policiais encontraram 92 celulares e R$ 1.500 em espécie que teriam sido roubados horas antes em uma loja no Centro de Rio das Ostras, além de duas pistolas carregadas.

Câmeras de segurança da loja assaltada em Rio das Ostras registraram o crime. Eles entraram na loja por volta das 14h15 e agiram rápido. Depois de renderem o gerente e funcionários, Maria Beatriz e Erick aparecem recolhendo os celulares do armário do estoque e colocando em uma bolsa. Mario Edson ficou na entrada dando cobertura. Um sexto suspeito, flagrado pelas câmeras, conseguiu fugir em outro carro.

Comentários