Chefe do tráfico em São Gonçalo é preso com mais três no Complexo do Alemão

Alex da Silva Faria, o Lelequi, estava com comparsas que foram mortos durante confronto na região no domingo

Por O Dia

Lelequi estava no grupo dos criminosos que entrou em confronto com a PM no domingo
Lelequi estava no grupo dos criminosos que entrou em confronto com a PM no domingo -

Rio - Agentes do Comando de Operações Especiais da Polícia Militar (COE) prenderam, nesta segunda-feia, quatro traficantes no Complexo do Alemão, na Zona Norte da cidade. Dentre os detidos está Alex da Silva Faria, de 41 anos, conhecido como Lelequi. Ele é apontado como o chefe do tráfico de drogas da comunidade de Trindade, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do estado.

De acordo com a PM, Lelequi estava junto dos criminosos que foram atingidos durante um confronto com agentes da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Alemão, na manhã de domingo. Na ocasião, cinco suspeitos morreram e o traficante e um comparsa, também preso nesta segunda, fugiram. Ao serem detidos, eles ainda estavam com marcas de ferimentos do confronto de domingo.

Os quatro presos possuíam, juntos, quatro mandados de prisão em aberto e cinco passagens pela polícia. Um deles ainda é foragido do sistema prisional do Rio. Todos forams levado à Central de Garantias da Cidade da Polícia, no Jacaré.

A PM fez operação no Alemão nesta segunda - Armando Paiva / Agência O Dia

Clima tenso

O clima no Complexo do Alemão está tenso desde a morte dos cinco suspeitos no domingo. Na manhã desta segunda, um policial militar foi baleado na perna durante um ataque de criminosos, na Favela Nova Brasília. Por conta do ataque, um intenso tiroteio foi relatado na região e a principal via de acesso ao complexo, a Avenida Itaóca, chegou a ser fechada. Agentes do Batalhão de Choque (BPChq) e do Batalhão de Operações Especiais (Bope) foram acionados e estiveram na região.

Ainda nesta segunda, policiais da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA) balearam e prenderam André Luiz Cabral dos Santos, o Lacraia. Apontado como chefe do tráfico de drogas na Favela do Arará, em Benfica, ele preparava um ataque às bases da UPP no Alemão, em represália às cinco mortes de domingo.

O clima está tendo na região desde domingo - Armando Paiva / Agência O Dia

Galeria de Fotos

Lelequi estava no grupo dos criminosos que entrou em confronto com a PM no domingo Divulgação / Polícia Civil
A PM fez operação no Alemão nesta segunda Armando Paiva / Agência O Dia
Os disparos começaram bem cedo Armando Paiva / Agência O Dia

Últimas de Rio de Janeiro