Gustavo Ramos Lopes  - Reprodução Internet
Gustavo Ramos Lopes Reprodução Internet
Por O Dia

Rio - A família de Gustavo Ramos Lopes, de 40 anos, que desapareceu na Praia de Piratininga, em Niterói, na última terça-feira, reconheceu, na tarde desta segunda-feira, o corpo encontrado por Bombeiros às margens das Ilhas Cagarras, no Rio. Eles receberam a informação de que um corpo com as características da vítima tinha sido levada para o Instituto Médico Legal (IML) Afrânio Peixoto, em São Cristóvão, e confirmaram se tratar de Gustavo. 

Nas redes sociais, parentes e amigos fizeram uma mobilização na tentativa de encontrá-lo. Gustavo era empresário e tinha sido visto pela última vez na terça-feira na praia da Região Oceânica.

Segundo a advogada Alessandra Benevides, de 42 anos, prima da vítima, o tio materno e um amigo fizeram o reconhecimento do corpo. O enterro de Gustavo será nesta terça-feira, às 10h no Cemitério Parque da Colina.

"O enterro será amanhã, no Parque da Colina, mas não vai ter velório. Ele era um ser humano do bem, que se preocupava com todos. Cuidava de todos. Realmente era um dos seres humanos mais puros que conheci", finalizou.

Você pode gostar