Acordo prevê plataforma unificada adequando os sistemas informatizados de regulação de todos os níveis administrativos - Divulgação / UniRio
Acordo prevê plataforma unificada adequando os sistemas informatizados de regulação de todos os níveis administrativosDivulgação / UniRio
Por O Dia

Rio - A Procuradoria Geral do Estado fechou acordo com a União, o Município do Rio, o Ministério Público Federal e a Defensoria Pública da União para a implantação da Central Única de Regulação de Leitos na cidade. O acordo prevê a criação de plataforma unificada com acesso a todos os leitos disponíveis nas redes municipal, estadual e federal do Rio, adequando os sistemas informatizados de regulação de todos os níveis administrativos.

Pelo acordo, a Central terá procedimento padrão verificando o leito mais adequado ao paciente, bem como a ordem de prioridade com base na combinação dos critérios cronológico e de gravidade.

A Central Única de Regulação de Leitos será gerida pelo estado e município do Rio. Segundo o governo estadual, a Central será baseada em dois pilares: utilização de sistema informatizado único de regulação e unificação dos protocolos técnicos de regulação.

O acordo foi celebrado no âmbito de ação civil pública que tramitou junto à 11ª Vara Federal para a regulação de leitos do SUS no Rio e prevê admissão equânime de pacientes de todos os municípios do estado. Recentemente, a gravação do prefeito Marcelo Crivella falando a religiosos para procurarem a "Márcia" para marcar cirurgias levantou suspeitas sobre o sistema de regulação.

Você pode gostar
Comentários