Bandos atacam caixas eletrônicos

Por

Explosão a caixas eletrônicos e arrombamento de agência bancária, na UFRJ e na Lapa, marcaram o sábado no Rio. Oito criminosos armados e encapuzados explodiram e levaram dinheiro de dois caixas eletrônicos um do Santander e outro do Banco do Brasil no Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza (CCMN), no Fundão, na Ilha do Governador. O ataque aconteceu por volta das 3h. Os criminosos atiraram contra os vigilantes, mas ninguém ficou ferido. A quantia roubada não foi revelada.

Já na Lapa não houve furto de valores, embora criminosos tenham quebrado o vidro e utilizado uma serra para tentar acessar o cofre da agência bancária, que fica na Avenida Gomes Freire, no Centro do Rio. Segundo PMs do 5º BPM (Praça da Harmonia) que atenderam a ocorrência, o crime teria ocorrido por volta de 6h. O caso foi registrado na 5º DP (Centro).

O bando que agiu no Fundão chegou de carro ao local. Segundo informações, alguns saíram do veículo, quebraram a porta que dá acesso aos caixas e entraram no prédio. Os outros ficaram no automóvel e do lado de fora da unidade. Um dos criminosos rendeu um vigilante enquanto os outros colocavam os explosivos nos equipamentos. O segurança foi levado para uma sala onde havia mais vigias, que já se preparavam para agir, mas foram impedidos porque o bandido atirou contra eles. Em seguida, houve a explosão dos caixas.

O vice-decano do CCMN, Cabral Lima de 56 anos, reclamou da falta de segurança no campus. ''A forma como a UFRJ vem sendo tratada está muito ruim. Nós estamos sem dinheiro, o governo não libera verba alguma, e isso afeta a segurança que poderia ser maior. É preciso mudar isso. Se nós tivéssemos mais recursos econômicos, poderíamos ter mais segurança e dar mais conforto para os nossos alunos, docentes e funcionários", criticou Lima.

 

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro