Rotas alternativas de sonegação

Por

No CICC, o setor de inteligência da Barreira Fiscal fez um trabalho de mapeamento de rotas alternativas que caminhões com combustível utilizam para sonegar o imposto.

"Já mapeamos 70 possíveis rotas para evitar a fuga da fiscalização dos postos fiscais fixos. As blitzes são realizadas em locais determinados pelo setor de inteligência da Barreira, classificados como região da mancha de sonegação", disse Santos.

Além de blitzes, que abordam caminhões de forma aleatória nas rodovias, há postos fixos que ficam em Itatiaia, Angra dos Reis, Levy Gasparian, Timbó e Campos. Entre 2010 e 2017, a Barreira parou uma média de 336 veículos por hora.

Em relação ao ICMS arrecadado, houve um aumento de R$ 37,7 milhões com a ação, nos cinco primeiros anos. Além disso, a Barreira, em 2017, registrou 11.280 ocorrências, entre apreensões de armas, drogas, veículos roubados, mandados de prisão, crime ambiental e pirataria.

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro