PM foi assassinado quando cortava o cabelo em uma barbearia em Vicente de Carvalho - Arquivo Pessoal
PM foi assassinado quando cortava o cabelo em uma barbearia em Vicente de CarvalhoArquivo Pessoal
Por RAFAEL NASCIMENTO

Rio - O corpo do soldado Rodrigo Limeira Gregory, de 32 anos, morto durante uma tentativa de assalto em Vicente de Carvalho, Zona Norte do Rio, na tarde da sexta-feira, será enterrado nesse domingo no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacp, na Zona Oeste do Rio. O velório começou às 8h e o enterro acontecerá às 15h.

De acordo com a Polícia Militar, o agente cortava o cabelo em uma barbearia, na Rua Agrária de Menezes, quando foi reconhecido por homens armados que assaltavam o estabelecimento. O policial chegou a ser socorrido para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, mas não resistiu aos ferimentos. Na corporação desde 2013, o PM era lotado no Batalhão de Polícia de Choque (BPChq). O militar era solteiro e não tinha filhos. A Delegacia de Homicídios (DH) da capital investiga o caso.

Neste sábado, o Portal dos Procurados divulgou um cartaz com o título de "Quem Matou?" para ajudar a DH e Grupo de Pronta Resposta da Coordenadoria de Inteligência da PM, com informações que levar a identificação e localização dos envolvidos na morte do soldado. Um dia antes o Disque-Denúncia já havia divulgado um outro cartaz oferecendo uma recompensa de R$ 5 Mil para quem oferecer informações exatas sobre os assassinos do policial militar.

Policial assassinado nas férias

Também será enterrado neste domingo, em Resende, no Sul do estado, o corpo do soldado Heber de Oliveira, de 37 anos, assassinado na tarde de sábado. Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Vidigal, ele estava de férias na cidade. 

Segundo a PM, o crime aconteceu no bairro Baixada da Olaria. Segundo testemunhas, a vítima estava sentada em frente a uma loja de informática que pertence à família quando dois homens em uma moto fizeram disparos contra ela e fugiram. 

Heber foi atingido no braço e no rosto, chegou a ser socorrido por colegas de farda e encaminhado para o Hospital de Emergência de Resende. Ele passou por cirurgia mas não resistiu. O militar estava na corporação desde 2014, era casado e não deixou filhos.

92 agentes assassinados no Estado em 2018

Com a morte de Rodrigo Limeira Gregory já chega a 92 o número de agentes de segurança, assassinados no Rio em 2018. Em nove meses foram: 72 PMs, 5 policiais civis, 4 agentes penitenciários da SEAP e 6 militares do Exército. Além de um guarda municipal de Silva Jardim, um policial federal, um militar da Marinha, um militar da Aeronáutica e dois militares do Corpo de Bombeiros.

Quem tiver qualquer informação a respeito da identificação e localização dos assassinos do agente de segurança, pode denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram do Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular – Disque Denúncia – . O anonimato é garantido.

Todas as denúncias sigilosas sobre o caso serão encaminhadas ao Grupo de Ação Conjunta (GAC) – formado pelo Núcleo de Investigação de Morte de Policiais da Delegacia de Homicídios da Capital (NIMP) e o Grupo de Pronta Resposta da Coordenadoria de Inteligência da PM (GPRI) encarregado do caso e que tem como prioridade prender os envolvidos na morte de agentes de segurança no estado.

Você pode gostar