Para matar a saudade do Museu Nacional

Itens preservados do acervo ficam à mostra na Quinta da Boa Vista até este domingo

Por O Dia

A pequena Cecília esteve no Festival Museu Nacional
A pequena Cecília esteve no Festival Museu Nacional -

Rio - Crianças e adultos estão tendo a chance, neste fim de semana, de matar um pouco a saudade de visitar o Museu Nacional ou de conhecer pela primeira vez parte do acervo. Coleções que estavam guardadas em prédios anexos e que foram preservadas do incêndio estarão expostas até este domingo, das 10h às 17h, no Festival Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista.

O evento tem o objetivo de mostrar que o museu continua vivo mesmo após a tragédia que destruiu o Palácio da Quinta da Boa Vista no dia 2 de setembro. A programação inclui exposições de vários departamentos, como de vertebrados, invertebrados, insetos e aracnídeos. A área de Antropologia Biológica também apresenta a réplica do crânio de Luzia, fóssil humano mais antigo encontrado na América, destruído no incêndio.

Gabriela Costa, mãe de Henrique e Cecília, de 4 e 6 anos, contou que os dois adoraram as exposições que viram neste sábado:

"As crianças se divertiram muito, participaram da oficina de microalgas, responderam quiz sobre insetos, conheceram e seguraram anfíbios e répteis e ainda fizemos fizemos um tour guiado em volta do museu. Todas as atividades eram muito bacanas e educativas, eles curtiram muito e se sentiram verdadeiros cientistas!", disse Gabriela.

Outras atividades serão realizadas neste domingo. Das 10h às 12h e das 14h às 17h, as crianças podem aproveitar para conhecer os fósseis e participar de oficina para montar o dinossauro. Às 10h, 14h e 16h, haverá palestra sobre a relação ciência, museus e escolas. Jogos e contações de histórias de geociências começarão às 13h. Torneios de arco e flecha, workshop e apresentação de lutas de espada e oficina de música e poesia também fazem parte da programação do dia.

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro