Crivella acompanha formação de 618 agentes de educação especial e visita escola referência em inclusão

Evento faz parte da programação da Prefeitura para marcar o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, comemorado na sexta (21)

Por O Dia

Crivella visita a Escola Municipal Tagore
Crivella visita a Escola Municipal Tagore -

Rio - O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, participou nesta segunda-feira, da solenidade de formação de 618 agentes de apoio à Educação Especial que foram qualificados para atuar em unidades escolares da Prefeitura. De acordo com a Prefeitura, durante a gestão de Crivella já foram convocados 1.466 agentes de apoio à Educação Especial para trabalhar na rede municipal de ensino, todos aprovados no concurso de 2014. O evento faz parte da programação da Prefeitura para marcar o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, comemorado na sexta (21). 

"Vocês são muito importantes para nós. Sempre foram uma prioridade. Infelizmente, a Prefeitura atravessa um momento financeiro difícil, estamos pagando uma conta alta da gestão anterior. Porém, existem pessoas de que não podemos abrir mão, como, por exemplo, vocês. Nós temos que cuidar das nossas crianças com dignidade. Quero que o trabalho de vocês, como agentes da Educação Especial, seja referência para o Brasil", disse Crivella aos novos agentes. 

A secretária municipal de Educação, Talma Suane, falou que o trabalho de cada um dos agentes exige muita dedicação e carinho para fortalecer a escola inclusiva. "Essas crianças e suas famílias têm em cada um de vocês o início de um novo ciclo. Eles depositam muita confiança na nossa capacidade de ter uma escola inclusiva. Por isso, contem conosco nesta missão", disse a secretária Talma Suane. 

A cerimônia de formação dos agentes ocorreu no Colégio Militar, na Tijuca. Ao longo do dia, eles participam de palestras com especialistas nas áreas da Educação Especial e Recursos Humanos. Os agentes tinham sido convocados pela Prefeitura em agosto e agora, após a preparação realizada no Instituto Municipal Helena Antipoff, estão habilitados para atuar na rede municipal. 

"O trabalho de vocês é mais do que especial. Vocês vão fazer esforços enormes para conseguir avanços que, por vezes, podem parecer pequenos. Mas comemorem cada avanço. Porque cada um deles tem um valor imensurável para as crianças e suas famílias", comentou o secretário municipal da Casa Civil, Paulo Messina.

Visita à escola referência em educação especial 

Após a solenidade no Colégio Militar, Crivella visitou a Escola Municipal Tagore, na Abolição. Também acompanhado dos secretários Paulo Messina e Talma Suane, Crivella viu de perto o trabalho que é feito na unidade, considerada referência na rede municipal em educação inclusiva. 

"O que encontrei aqui me enche de orgulho. Nossas crianças precisam de escolas com essa experiência de integração. É uma aula de cidadania que faz bem para o Rio", disse Crivella. 

A Escola Municipal Tagore, que existe há 55 anos, nos últimos 11 passou a se especializar no trabalho com crianças especiais. Isso aconteceu graças à iniciativa da diretora da unidade, Adriana Fernandes de Carvalho. Ela tem um filho com esclerose tuberosa, hoje com 21 anos, que foi aluno da escola. A Escola Tagore atende atualmente 255 alunos, 35 deles especiais. São crianças dos 4 aos 13 anos, do maternal ao 7° ano do Ensino Fundamental.

"Tenho um filho especial e sempre estive atenta às demandas dessas crianças e de suas famílias. Trabalho na escola há 21 anos e quando assumi a direção, há 11, concentramos esforços para sermos uma unidade inclusiva", contou a diretora Adriana.

 

Galeria de Fotos

Crivella visita a Escola Municipal Tagore Edvaldo Reis / Prefeitura do Rio
Crivella acompanha formação de 618 agentes de apoio da Educação Especial Edvaldo Reis / Prefeitura do Rio

Últimas de Rio de Janeiro