Disque Denúncia pede informações sobre envolvidos na morte de empresário chinês

Wang Jinhong, de 63 anos, foi atingido por um tiro na cabeça durante uma tentativa de assalto em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense

Por O Dia

Disque Denúncia pede informações sobre envolvido na morte de empresário chinês
Disque Denúncia pede informações sobre envolvido na morte de empresário chinês -

Rio - O Portal dos Procurados divulgou, nesta terça-feira, um cartaz com recompensa de R$ 1 mil para ajudar a Delegacia de Homicídios da Baixada (DHBF) com informações que levem as prisões de Wellington Rodrigues Alves Moreira, de 23 anos, e Gabriel Santos da Silva, de 19. Eles são suspeitos de participação na morte do empresário chinês Wang Jinhong, de 63 anos, durante uma tentativa de assalto que ocorreu na noite do domingo (26) em Duque de Caxias.

A vítima, que morava em Teresópolis, na Região Serrana do Rio, chegou a ser levado para o Hospital Municipal Moacyr do Carmo, por volta das 20h13m, com um tiro na cabeça, apresentando perda de grande quantidade de massa encefálica. De acordo com o boletim médico do hospital, ele sofreu insuficiência respiratória e, em seguida, uma parada cardíaca. Em pouco menos de 10 minutos, ele não resistiu aos ferimentos e morreu.

No dia do crime, Wang passava de carro com a esposa e dois funcionários no local do crime, quando sua caminhonete foi atingida por dois tiros, um no para-brisa e outro na janela do motorista, efetuado por três criminosos. Um quarto assaltante permaneceu na direção do veículo.

"Eles tentaram assaltar a vítima, que se assustou, e eles atiraram covardemente na cabeça do empresário. Pedimos que a população denuncie esses criminosos", disse o delegado Daniel Rosa.

Quem tiver qualquer informação sobre a localização dos assassinos do empresário chinês pode denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular. 

 

Últimas de Rio de Janeiro