Jovem de 16 anos morta com 13 tiros pelo ex-namorado é enterrada sob fortes emoções

Adolescente de 16 anos ameaçava a vítima por não aceitar o fim do relacionamento. Ele se entregou à Polícia Civil e confessou o crime

Por O Dia

Amigos usaram camisetas com o rosto de Rayane e cartazes com homenagens
Amigos usaram camisetas com o rosto de Rayane e cartazes com homenagens -

Rio - O corpo de Rayane Barros, a jovem de 16 anos que foi morta com 13 tiros pelo ex-namorado, foi enterrada neste sábado, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, na Zona Oeste do Rio. Parentes e amigos usaram camisas com os dizeres “Ray vive” para homenagear a vítima.

À TV Globo, amigos contaram que Rayane queria entrar para a Aeronáutica e que era uma menina alegre, que adorava cuidar de crianças. Ela estudava e era jovem aprendiz do Banco do Brasil.

Antes do enterro, parentes usaram as redes sociais para lamentar a morte de Rayane e fazer homenagens.

“Eternamente estará no meu coração. Está doendo muito! Amo você, minha gordinha. Mas sei que o lugar que você está agora é o lugar mais lindo, que é ao lado de Deus”, escreveu uma prima em uma publicação.

Com o texto, um vídeo com fotos da adolescente também foi compartilhado.

 

Amigos usaram camiseta para se despedir de Rayane - Reprodução Facebook

“Ah, prima, você nem sabe o quão amada era! Um vazio enorme ficou em nossos corações. Vazio este que jamais será preenchido por um outro alguém. Não questiono a Deus, só peço sustento e força para prosseguir. Me lembrarei de você sempre sorridente, brincalhona, moleca… Te amarei eternamente. A dor da perda é inexplicável”, homenageou outra prima da adolescente.

Rayane já vinha sendo ameaçada pelo ex-namorado, também de 16 anos. No celular da vítima, que estava junto a seu corpo e foi recolhido pela Delegacia de Homicídios (DH), os agentes encontraram mensagens recentes trocadas pelos adolescentes.

"Você quer me matar, como vou conversar?", indagou Rayane durante uma troca de mensagens sobre um possível encontro entres os dois.

“Se você ficar de graça vai acabar acontecendo uma desgraça entre a gente mesmo, Rayane”, escreveu ele.

A adolescente respondeu: “Me esquece, cara, vai viver a sua vida, não quero mais saber de você”. O autor do crime fez, então, uma ameaça à jovem: “Vou viver a minha vida, mas você não vai viver a sua, não”.

À TV Globo, o pai de Rayane, Marcos Paulo, disse que não sabia que a filha sofria ameaças do ex-namorado. Ele contou que só tomou conhecimento da situação depois que a Polícia Civil olhou o celular dela.

Rayane foi morta com 13 tiros pelo ex-namorado em Guadalupe, na Zona Norte do Rio. De acordo com parentes, o rapaz sabia que ela estava sozinha em casa e premeditou o crime.

Por não aceitar o fim do relacionamento com a adolescente, ele foi até a casa da jovem, nesta quinta-feira, e a obrigou a sair de moto com ele. Rayane foi levada até às margens da Avenida Brasil, na Rua Nova Trento, e foi assassinada com 13 tiros. Ela ainda tentou se defender, mas foi executada. 

O autor do crime se entregou à Polícia Civil e confessou ter atirado na jovem. Há suspeita de que ele esteja envolvido com o tráfico de drogas na região. Ele está apreendido na 30ªDP (Marechal Hermes) e responderá por fato análogo à feminicídio. A polícia ainda informou que a moto que estava com ele era roubada.

Galeria de Fotos

Amigos usaram camisetas com o rosto de Rayane e cartazes com homenagens Reprodução / TV Globo
Amigos fizeram uma oração para Rayane Reprodução redes sociais
Amigos usaram camiseta para se despedir de Rayane Reprodução Facebook

Últimas de Rio de Janeiro