Idoso de 72 anos com Alzheimer que mora na Penha está desaparecido

Filho de Joaquim Delane Lyra busca desesperadamente pelo pai, desde terça-feira

Por *Natasha Amaral

Joaquim Delane Lyra tem 72 anos e sofre de Mal de Alzheimer
Joaquim Delane Lyra tem 72 anos e sofre de Mal de Alzheimer -

Rio - A Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA) está investigando o caso de um idoso que desapareceu, na tarde desta terça-feira, na Penha, Zona Norte do Rio. Joaquim Delane Lyra, de 72 anos, sofre de Mal de Alzheimer e estava em uma praça na esquina de casa quando sumiu. Segundo familiares, ele usava uma blusa listrada, bermuda cinza e tênis branco. O caso foi registrado, inicialmente, na 24ª DP (Piedade) e posteriormente na DDPA.

De acordo com o despachante aduaneiro Jouber Lyra, de 42 anos, filho do desaparecido, o idoso almoçou e foi descansar na praça perto de casa – hábito que era comum para ele. "Ele sempre ia, ficava uma ou duas horas e sempre costumava voltar. Porém, dessa vez ele sumiu e começamos a procurar".

Em um momento de desespero, Jouber Lyra divulgou em suas redes sociais o desaparecimento do pai. Após a publicação, Joaquim Lyra chegou a ser visto em um supermercado da região e, posteriormente, próximo à estação de trem de Engenho de Dentro.

"Um amigo meu, que é segurança do (supermercado) Guanabara, o reconheceu pela foto e entrou em contato. Lá, fui informado que meu pai ficou lá sentado de 15h30 às 18h30. Ele ainda foi reconhecido em uma barraca da rua e depois não tive mais notícias", completou o despachante.

Nesta quarta, o despachante foi até Pavuna, após ter recebido vários relatos de que o pai passou por lá. "Realmente ele dormiu na rua, próximo à estação de trem. Chegou terça à noite e saiu hoje pela manhã. O procurei por todos os pontos de moradores de rua da estação da Pavuna até São João de Meriti e não o encontrei. Acredito que ele não esteja mais lá", contou Jouber.

O filho do desaparecido disse ainda que recebeu relatos bem detalhados de que Seu Joaquim foi visto na hora do almoço desta quarta no Parque Colúmbia. "Acredito eu que ele esteja tentando ir para a Dutra, mas pegou novamente o caminho errado. Então, nesta quinta, quando acordar, vou pra lá onde ele foi visto por último", completou.

O DIA tentou contato com a Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA), mas até a publicação da matéria não obteve retorno.

*Estagiária sob supervisão de Thiago Antunes

Joaquim Delane Lyra, de 72 anos, sofre de Mal de Alzheimer e desapareceu na Penha - Reprodução

Galeria de Fotos

Joaquim Delane Lyra, de 72 anos, sofre de Mal de Alzheimer e desapareceu na Penha Reprodução
Joaquim Delane Lyra tem 72 anos e sofre de Mal de Alzheimer Arquivo Pessoal

Últimas de Rio de Janeiro