Barcas ganham câmeras de monitoramento

A conclusão do serviço deverá ocorrer em um prazo máximo de três meses

Por O Dia

Equipamento é instalado nas áreas internas e nas cabines de comando
Equipamento é instalado nas áreas internas e nas cabines de comando -

Rio - A concessionária CCR Barcas começou a instalar circuitos de monitoramento, com gravação de som e imagem, em 13 embarcações que operam no sistema de transporte aquaviário do Rio. As outras seis barcas que completam a frota já possuem o equipamento. Na última semana, o catamarã Apolo foi o primeiro a ter as câmeras instaladas.

A conclusão do serviço deverá ocorrer em um prazo máximo de três meses, já que os equipamentos serão instalados em uma embarcação de cada vez, durante o período da madrugada, para não interferir na operação. A quantidade de câmeras instaladas em cabines de comando, praças de máquinas e áreas internas pode variar de acordo com o tipo de barca.

A instalação dos circuitos de monitoramento representa mais segurança para os passageiros e facilita a identificação de problemas pela tripulação. O sistema também vai auxiliar a apuração de ocorrências pela agência reguladora Agetransp , com análise de circunstâncias e procedimentos adotados pela concessionária, podendo contribuir para o aprimoramento da medidas tomadas.

Por não se tratar de obrigação contratual da concessionária, o investimento só foi possível porque o Conselho Diretor da Agetransp autorizou a conversão de uma multa de R$ 720 mil, em valores atualizados. A penalidade é referente ao abalroamento da embarcação Gávea I com a ponte de atracação 3A e a ponte da Transtur, em novembro de 2011, na Praça XV.

 

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro